quarta-feira, 2 de abril de 2008

Dia Internacional do Livro Infantil

*

Desde 1967, o Dia Internacional do Livro Infantil comemora-se a 2 de Abril, dia em que nasceu Hans Christian Andersen (1805-1875), consagrado escritor dinamarquês, autor dos mais conhecidos contos infantis. Esta comemoração tem como objectivos fundamentais “inspirar o amor à leitura e chamar a atenção para os livros infantis.” (in IBBY).

A mensagem e a ilustração do Dia Internacional do Livro Infantil deste ano são da autoria do artista tailandês Chakrabhand Posayakrit.

«Os livros iluminam, o conhecimento encanta.
A busca de conhecimento por meio da leitura tem de tornar-se uma prioridade e deveria ser incrementada logo na infância.
Desde muito cedo se incute nas crianças tailandesas o desejo de conhecimento pela leitura, com base numa tradição e numa cultura sublimes.
Os pais são os primeiros professores das crianças e os monges tornam-se os principais mentores da sua orientação e educação, intelectual e mental, tanto no que respeita aos assuntos do mundo como no tocante aos valores espirituais.
Encontrei inspiração para a minha ilustração em ancestrais tradições do meu país. Por um lado, a tradição de contar histórias às crianças, por outro, a de aprender pela leitura de inscrições em folhas de palmeira e em tabuinhas que se destinam exclusivamente a ser lidas.
As narrativas escritas em folhas de palmeira provêm da tradição budista. Contam a vida de Buda e recontam histórias das jatakas (fábulas e parábolas), com a nobre intenção de cultivar as mentes jovens e de lhes instilar fé, imaginação e um sentido moral.»
Chakrabhand PosayakritTradução de José António Gomes (fonte: DGLB)

*«Chakrabhand Posayakrit nasceu em 1943, em Banguecoque. Formou-se em Pintura pela Universidade de Silpakorn, em 1968, e ensinou na Faculdade de Artes Decorativas da mesma universidade. Doutorou-se em Artes pela Universidade de Chulalongkorn, em 1989, e, actualmente, dedica-se, por inteiro, à sua criação artística.Além de uma importante obra no domínio da pintura e da ilustração, o artista dedicou-se recentemente à criação de marionetas e à pintura de cenas inspiradas na literatura tailandesa.



No poster que acompanha a sua mensagem, Posayakrit regista uma cena tradicional da cultura tailandesa: diante da sua mesa de leitura, uma criança debruça-se sobre as inscrições de um livro de bambu, evocando assim o saber que emana de antigas jatakas budistas, uma colecção de narrativas populares (contos, fábulas e principalmente parábolas) cujo propósito é iluminar o caminho dos homens rumo à sabedoria.» (fonte: DGLB)

Texto e fotos:

http://bibliobeiriz.wordpress.com/2008/03/30/dia-internacional-do-livro-infantil-2008/

Mensagem do IBBY para o Dia Internacional do Livro Infantil para 2008





Mensagem do 2 de Abril de 2008

Dia Internacional do Livro Infantil

Os livros iluminam, o conhecimento encanta

A busca de conhecimento por meio da leitura tem de tornar-se uma prioridade e deveria ser incrementada logo na infância.

Desde muito cedo se incute nas crianças tailandesas o desejo de conhecimento pela leitura, com base numa tradição e numa cultura sublimes.

Os pais são os primeiros professores das crianças e os monges tornam-se os principais mentores da sua orientação e educação, intelectual e mental, tanto no que respeita aos assuntos do mundo como no tocante aos valores espirituais.

Encontrei inspiração para a minha ilustração em ancestrais tradições do meu país. Por um lado, a tradição de contar histórias às crianças, por outro, a de aprender pela leitura de inscrições em folhas de palmeira e em tabuinhas que se destinam exclusivamente a ser lidas.

As narrativas escritas em folhas de palmeira provêm da tradição budista. Contam a vida de Buda e recontam histórias das jatakas (fábulas e parábolas), com a nobre intenção de cultivar as mentes jovens e de lhes instilar fé, imaginação e um sentido moral.


Chakrabhand Posayakrit
Tradução: José António Gomes



Chakrabhand Posayakrit nasceu em 1943, em Banguecoque. Formou-se em Pintura pela Universidade de Silpakorn, em 1968, e ensinou na Faculdade de Artes Decorativas da mesma universidade. Doutorou-se em Artes pela Universidade de Chulalongkorn, em 1989, e, actualmente, dedica-se, por inteiro, à sua criação artística.

Além de uma importante obra no domínio da pintura e da ilustração, o artista dedicou-se recentemente à criação de marionetas e à pintura de cenas inspiradas na literatura tailandesa. No poster que acompanha a sua mensagem, Posayakrit regista uma cena tradicional da cultura tailandesa: diante da sua mesa de leitura, uma criança debruça-se sobre as inscrições de um livro de bambu, evocando assim o saber que emana de antigas jatakas budistas, uma colecção de narrativas populares (contos, fábulas e principalmente parábolas) cujo propósito é iluminar o caminho dos homens rumo à sabedoria.

A Mensagem do Dia Internacional do Livro Infantil é uma iniciativa do IBBY (International Board on Books for Young People), difundida em Portugal pela APPLIJ (Associação Portuguesa para a Promoção do Livro Infantil e Juvenil),

Secção Portuguesa do IBBY.

Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas

http://www.iplb.pt/pls/diplb/!get_page?xid=2319

António Inglês

14 comentários:

Sophiamar disse...

Querido Amigo António

Tu estás um exímio bloguista! Não é só a qualidade dos posts mas também a pertinência dos mesmos. Comemorou-se hoje o Dia Internacional do Livro Infantil e eu ouvi alguns meninos entregues à leitura de um livro de Miguel Sousa Tavares " O Planeta Branco" que é um dos recomendados no Plano Nacional de Leitura.
Pena é que para muitas pessoas, a leitura seja ignorada e substituída por outras actividades como as telenovelas, os computadores, as consolas de jogos informáticos. Bem organizado,o tempo daria para tudo.
Não te preocupes com as visitas ao meu blogue, Tó. Eu sei que estás muito ocupado, sei que gostas de postar com esta qualidade,sei que tens a família, a tua prioridade.
Deixo-te beijinhos, muitos, com amizade.
Tenho orgulho em ter-te como amigo.

Bem hajas!

elvira carvalho disse...

Ando tão a leste de tudo que nem sabia que era o dia Internacional do Livro Infantil.
Como sempre o seu poste contém muita informação e conhecimento.
Um abraço

Lisa's mau feitio disse...

Avô!!

Um post dedicado a mim, sem o saber o Avô!!

Sabe que sou uma paixonada pela Literatura Infantil. Basta para mim ser uma mão de ouro na arte de ensinar as crianças a ler para se me brilharem os olhos!!

Amo ler!!
Amo ensinar a ler!!
Amo, depois, desenvolver nos meus meninos todos o gosto pela leitura pessoal. Graças a Deus é actividade que desempenho com sucesso, pois vejo nos meus alunos um reflexo de cultura.

Este Dia deveria ser eternizável, imortalizado para todo o sempre.

Muito gostei de ler estas suas palavras. Muito mesmo.

E hoje é um dia, ao mesmo triste para mim. Tenho o meu Mestrado pendente. justamente em Literatura Infantil. Daqui a dois anos será meu, definitivamente. Até lá... Terei uma outra batalha para vencer. Pessoal. Mas que será vencida! depois, virá mais um bocadinho de brio profissional, se Deus quiser!

Deixo-lhe um abraço enorme de boa noite e um bem-haja por este momento tão especial, enquanto devorei cada frase deste post.

Deixo um chazinho às tias, já começa a ser um clássico pousar aqui o tabuleiro. Mas é que não sei se poderei ir lá saltitar a deixar os mimos de boa noite habituais... acabei de chegar de uma -conferência e vim só mesmo visitar quem ainda hoje não tinha lido.

Beijinhos do tamanho do céu

Lisa

Brancamar disse...

Olá mano António,
que saudades! Ontem vim cá já tarde, fiquei presa numa conversa de telefone até às 23h,eu bem vim para a frente do computador com o telefone, mas já não consegui comentar o teu post sobre as drogas, lá irei. Hoje também cheguei tarde, vi o teu lindo e carinhoso comentário no meu blog e vim logo aqui,mas como estive na conversa, só agora te venho dizer que adorei, muito lindo e muito oportuno, felizmente está-se a ler mais nos últimos anos e é muito importante que se incentive as crianças a fazê-lo.
Os contos de Hans Chistian Andersen são sempre lindos em todas as gerações, às vezes fazem-se readaptações e recriações muito interessantes, mas desconhecia que o dia Mundial do Livro Infantil tinha a ver com o nascimento dele, sempre se aprende muito contigo.
A tua mão está melhor?
Espero poder falar contigo breve, se é que já podes escrever à vontade. Ando cheiiinha de saudades...
Beijinhos

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido amigo António,
belíssimo texto, imformação deveras importante... Como disse a minha querida Elvira, também desconhecia o dia Internacional do livro infantil...
Ler e ler muito foi um dos ensinamentos dos meus Pais... Ainda na primária devorava, todo o tipo de leitura... Hoje continuo a mesma, tenho que andar sempre com um livro dentro da mala...
Querido António dou-te os meus sinceros parabéns, pelos teus belíssimos postes... Ser tua amiga, é um previlégio que eu preso muito... Beijinhos de muito carinho e ternura,
Fernandinha

Menina do Rio disse...

Um livro é um amigo aberto á novas aventuras. O mundo certamente seria bem melhor se todos adquirissem o hábito de ler desde a tenra infância.

Um beijo pra ti

Iana disse...

Boa Tarde amigo!!!

Quero agradecer sua visita em meus dois cantinhos, volte sempre que desejares, pois a casa é sua!!!
Deixo-te aqui palavras de Mario Quintas lindas como sempre..

" Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto,
Mesmo quando a situação não for muito alegre...
E que esse meu sorriso consiga transmitir paz
para os que estiverem ao meu redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém...
E poder ter a absoluta certeza de que esse alguém
também pensa em mim quando fecha os olhos,
que faço falta quando não estou por perto.
Queria ter a certeza de que apesar de minhas
renúncias e loucuras, alguém me valoriza
pelo que sou, não pelo que tenho...
Que me veja como um ser humano completo,
que abusa demais dos bons sentimentos
que a vida proporciona,
que dê valor ao que realmente importa,
que é meu sentimento...e não brinque com ele."
(Mario Quintana)


Beijos mil e fofos a ti
Iana!!!

António Inglês disse...

Isabel

Se alguém tem orgulho em algo, esse alguém sou eu por te ter como amiga e como visita constante, mesmo sabendo que não te visito diariamente.
As tuas palavras são um tónico importante para que eu continue a andar por aqui.
Um beijinho
António

António Inglês disse...

Olá Elvira

Soube desta comemoração, de manhã através do telejornal e resolvi pesquisar.
Aqui está a sua partilha.
Um abraço
António

António Inglês disse...

Lisa

Ainda bem que acertei na postagem.
Vejo que tem muitos desafios pela frente e não só espero que os vença, como lhe exigo que o faça.
A conquista destas pequenas batalhas vão ajudando a vencer uma guerra e faz de nós mais fortes e uns vencedores.
É assim que quero a minha neta, estamos entendidos?
Um beijinho
António

António Inglês disse...

Olá Branca, mana amiga

Estou a cem por cento já, embora desconfiado mas.....
Vou andando e procurando matéria com algum interesse.
Não tenhas pressa, as postagens vão ficando por aqui e não precisas de vir vê-las todos os dias.
A mim basta-me saber que estás aí.
Um bom fim de semana e mil beijinhos
António

António Inglês disse...

Fernandinha

Obrigado pelas tuas palavras e acredita que quem se sente orgulhoso por te ter como amiga sou eu.
Desejo-te um bom fim de semana e deixo-te um beijinho
António

António Inglês disse...

Menina do Rio

Pois minha amiga, a leitura não tem feito carreira cá pelo nosso país e os nossos miúdos vão agora lentamente retomando um hábito que só lhes fará bem.
Um óptimo fim de semana e deixo-lhe um beijinho com sabor a sal do mar português
António

António Inglês disse...

Iana

Quem lhe agradece sou eu por me dar o privilégio da sua visita.
Eu irei por sua casa se mo permitir, até porque tenho uma história para ler no seu todo e que me enfeitiçou.
Um óptimo fim de semana e um beijinho
António