sábado, 20 de outubro de 2007

MOSTRA-ME O CAMINHO


Hoje preciso de ti Pai
Das palavras, dos gestos
Dos olhares
Preciso dos conselhos
Da mão amiga
Que me estendias.
Hoje preciso de ti Pai
Que me guies
Que me mostres o caminho
Sem palavras
Na segurança
Do teu caminhar.
Hoje preciso de ti Pai
Do afago
Do calor da tua mão
Do raspanete
Do alerta da tua voz
Preciso de um sinal.
Hoje preciso de ti Pai
Não é por ser hoje
É a tua ausência
O teu grito
O teu farol
Como preciso...
Hoje preciso de ti Pai
De te ouvir
Em silêncio
De saber que está aí
Como sempre estiveste
Como sempre soubeste.
Hoje preciso de ti Pai
Do teu manto
Do que me ensinaste
Daquela estrela
Que me deixaste
Como eu preciso de ti Pai!

Fica bem!

José Gonçalves


12 comentários:

aramis disse...

Meu querido Amigo,
Conseguiste por-me umas lágrimas nos olhos!
Mas que poema mais bonito e que diz tudo o que vai no nosso coração...
Espero que tenhas uma resposta por mais pequena que seja...
Desejo-vos um bom fim de semana e aqui vão muitos beijinhos.

Desculpa lá, mas então como vai a nossa tertulia? Já tenho saudades...

Jose Gonçalves disse...

Aramis

Não considero o que escrevi um poema...
É mais uma prece...
Respostas???
Ando à procura delas, por isso espero um sinal...
Um beijinho
e um xi-coração
A tertulia irá seguir o seu caminho normalmente, acredita.
Um abraço e bom fim de semana
José Gonçalves

elvira carvalho disse...

Poderá ser um poema José, mas eu o senti como uma prece.Uma prece ao seu pai terreno e também ao pai celeste. Deve sentir-se muito triste. Mas então, na sua idade de certeza já teve muitas desilusões. E depois quem sabe não surge um dia destes uma proposta muito melhor? Afinal o amigo não me parece ter problemas de saude. Tem uma família maravilhosa. O resto há-de chegar.
Um abraço bom Domingo

Maria Faia disse...

Querido Amigo,

Deixou-me sem palavras e de coração apertadinho...
É lindo o poema que escreveu para seu PAI.
Cada dia que passa descubro mais uma coisinha linda em si.

Beijinhos para si e para a família linda que tem.

Maria Faia

Jose Gonçalves disse...

Amiga Elvira.
Já o tinha afirmado antes numa resposta que fiz à minha querida amiga Aramis, isto para mim não é um poema, mas sim uma prece realmente.
Mesmo longe de mim, a minha amiga sente o meu pulsar e isso acontece entre amigos, só entre amigos.
Estou efectivamente muito triste, e sou assim mesmo, nestas horas sou invadido por uma nostalgia tal que quase fico sem reacção.
Os meandros desta proposta fizeram-me acreditar em algo que espero há 57 anos. Estive a um palmo de o concretizar.
Isso marcou-me. Isso e pormenores que não vale a pena aflorar neste espaço.
De saúde, penso que estou bem, para além de um pouco pesado. Mesmo esse aspecto tem vindo a melhorar pois perdi cerca de 30 kilos, o que diz bem da força de vontade que tenho.
E de família estamos bem graças a Deus.
Agradeço-lhe as palavras de incentivo que sempre arranja nesta horas. Não seremos mesmo irmãos???
Um bom domingo e uma noite calma e serena.
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Maria Faia

Tinha estranhado a sua ausência, mas vejo que regressou.
Não foi no meu melhor momento, mas o seu regresso a esta casa é sempre bem vindo.
Agradeço-lhe as lindas palavras que me dedicou. Essas sim são lindas.
Eu apenas me limitei a pensar baixinho, como tantas vezes o faço, com aqueles dois seres que tanta falta me fazem.
Sabe, melhor que ninguém, onde costumo falar com eles. Com eles e também com o meu outro Pai.
Logo à noite, certamente que terei de falar com minha mãe... ela já me disse que estava triste porque falei com o meu Pai e nem perguntei por ela.
Um bom domingo
José Gonçalves

Maria Faia disse...

Sei sim meu Amigo. E, também sei que nas horas melancólicas da vida uma palavra amiga e verdadeira se traduz num bálsamo suave para a nossa alma dolorida. Nesses momentos, também falo, muito, com a minha querida mãe, sinto no meu coração a sua ternura e essa compensa todas as palavras e gestos menos bonitos que os dias nos trazem sem pedirmos.
Tenho pena que esteja triste ou desiludido mas, lembre-se sempre que o maior bem está consigo em todas as horas: amigos(as) e, sobretudo, a sua linda família.

Um abraço amigo.
Maria Faia

Jose Gonçalves disse...

Amiga Maria Faia

Sei que as suas palavras têm sempre em mim esse efeito encorajador.
Mas neste caso, a desilusão está a custar a passar. Muito mesmo.
Estamos todos bem e tirando umas gripes que nos afectam cá por casa
(primeiro foi a minha mulher e agora sou eu), a minha família está unida.
Nesta hora esse factor é muito importante.
Breve arrebitarei pois não tenho outro remédio.
Obrigado pela sua reacção que não me admirou. Sei que mesmo não vindo aqui durante uns tempos, está sempre lá.
Obrigado e um beijo forte embrulhado num grande xi-coração.
José Gonçalves

São disse...

O melhor elogio que lhe posso fazer é o de que assinaria por baixo e o ofereceria a meu Pai!
Um abraço!

Jose Gonçalves disse...

Obrigado São.
Estas preces saem-nos em momentos difíceis, e foi o que aconteceu.
Grato pelas suas palavras.
Uma boa noite
José Gonçalves

Maria disse...

Por vezes temos necessidade de falar com pessoas que já partiram.
Uma espécie de grito, a pedir ajuda, ou apenas um dizer "não esqueci, tenho saudades"....
Não consigo escrever mais....

Um beijinho

Jose Gonçalves disse...

Maria

Acho que juntei as duas coisas minha amiga.
Uma boa semana para ti.
José Gonçalves