segunda-feira, 24 de novembro de 2008

SABIA QUE.....


A 24 de Novembro de 1906, nasce, em Lisboa, Rómulo Vasco da Gama de Carvalho, professor, investigador e poeta. Como pedagogo, foi autor de inúmeras obras de divulgação científica e, como poeta, sob o pseudónimo de António Gedeão, escreveu conhecidos poemas como Lágrima de Preta e Pedra Filosofal.


Pedra Filosofal

Eles não sabem que o sonho

é uma constante da vida

tão concreta e definida

como outra coisa qualquer,

como esta pedra cinzenta

em que me sento e descanso,

como este ribeiro manso

em serenos sobressaltos,

como estes pinheiros altos

que em verde e oiro se agitam,

como estas aves que gritam

em bebedeiras de azul.

eles não sabem que o sonho

é vinho, é espuma, é fermento,

bichinho álacre e sedento,

de focinho pontiagudo,

que fossa através de tudo

num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho

é tela, é cor, é pincel,

base, fuste, capitel,

arco em ogiva, vitral,

pináculo de catedral,

contraponto, sinfonia,

máscara grega, magia,

que é retorta de alquimista,

mapa do mundo distante,

rosa-dos-ventos, Infante,

caravela quinhentista,

que é cabo da Boa Esperança,

ouro, canela, marfim,

florete de espadachim,

bastidor, passo de dança,

Colombina e Arlequim,

passarola voadora,

pára-raios, locomotiva,

barco de proa festiva,

alto-forno, geradora,

cisão do átomo, radar,

ultra-som, televisão,

desembarque em foguetão

na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham,

que o sonho comanda a vida,

que sempre que um homem sonha

o mundo pula e avança

como bola colorida

entre as mãos de uma criança.

In Movimento Perpétuo, 1956





10 comentários:

Guará matos disse...

Um belo blog com linda imagens.
Parabéns, irmão português.
Abraços,
Guará Matos.
__________________________________
Guará Matos é brasileiro do Rio de Janeiro, radialista, professor de judô e blogueiro.
guara.matos@gmail.com
http://afogandooganso.blogspot.com

Guará Matos disse...

Ficarei feliz em interagir com vc, amigo.
Tenho bastante leitores por esses lados e tenho sido premiado com grande amigos.
Você é Salir de Matos?
Um grande abraço.

António Inglês disse...

Viva de novo Guará

Não sou de Salir de Matos. Mas para o caso nem importa. Estou antes numa Baía maravilhosa como poucas na Europa, São Martinho do Porto. Aconselho-o a dar uma vista de olhos pela terra e verá que tenho razão. Claro que o seu país tem uma beleza natural bem maior mas nós temos de valorizar o que temos.
Um abraço
António

António Inglês disse...

Guará Matos

Bem vindo ao meu canto meu caro.
Obrigado pelas suas palavras amáveis.
Um abraço
António

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Que lindo poem, não conhecia nem o poema, nem o poeta e os adorei. Adoro poesia portuguesa.
Antonio:
Publiquei no Blog Galeria sobre 3 versões cinematográficas de Romeu e Julieta: 36, 68, 96. Depois de uma passadinha no meu outro Blog onde publicou sonetos de Shakespeare e outras obras do bardo:
http://poemasscancoes.blogspot.com
Um abraço,
Renata

Maria disse...

Um Homem de exepção.
Ainda ontem foi recordado, numa sessão de poesia, com a "Calçada de Carriche", dedicado a todas as "luísas"...
Obrigada, Amigo António

Beijinho

gaivota disse...

como bola colorida entre as mãos duma criança, eterno!
e também os outros temas, é claro!
beijinhos

António Inglês disse...

Olá Renata

António Gedeão foi um poeta português muito conhecido entre nós portugueses.
Estou um pouco sem tempo de momento para fazer visitas pois ando ocupado com a organização da festa de natal para as crianças de S. Martinho do Porto, mas tirarei um bocadinho para a visitar nesse seu outro blog.
Um abraço
ANTÓNIO

António Inglês disse...

Maria

Pois é, afinal todos nós o cantamos sem querer pois trauteamos a canção.
Uma boa semana
Beijinhos
António

António Inglês disse...

Gaivota

Como disse à Maria, todos nós trauteamos de cor essa canção maravilhosa.
Um homem e um poeta de eleição.
Beijinhos
António