terça-feira, 25 de novembro de 2008

NÃO À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA !


Dia 25 de Novembro é considerado o Dia Internacional contra a Violência Doméstica, e foi eleito como o Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher, em homenagem às irmãs revolucionárias Patrícia, Minerva e Tereza Mirabal, presas, torturadas e assassinadas em 1960 a mando do ditador da República Dominicana, Rafael Trujillo.

Para mim nem deveria existir este dia. É triste que tenhamos de andar sempre de dia em dia, comemorando isto e aquilo, chamando a atenção do mundo para os problemas que afectam a humanidade. É sinal de que o homem não aprende, não evolui, não cresce.

Para mim, todos os dias são dias de! Todos os dias o homem deveria lembrar-se de que tem um papel importante no mundo e tem de ser inteligente, racional, sensível, carinhoso, dedicado, estudioso, solidário, digno, sério, colaborante, empreendedor, amigo, pai, amante! Numa palavra: Exemplo!

Sei que é difícil e infelizmente a realidade anda longe do ideal. Mas o homem tem de mostrar que é Homem, porque Alguém lhe facultou a sabedoria, porque esse é o seu papel e não porque exerce sobre os mais fracos de forma ignóbil, o seu poder.

Para mim, todo aquele que utiliza a força para humilhar, maltratar ou subjugar, não tem o direito de se considerar HOMEM!

Gostaria de abordar um tema relativo à violência doméstica, que na maioria das vezes não vejo aflorado nestas ocasiões. Refiro-me concretamente a outra forma de violência, a violência verbal, que embora não se mostre tão visível no imediato, vai minando o ser humano, ao ponto de muitas vezes levar a situações nada aconselháveis ou de desfecho imprevisível! Quando se perde o respeito entre seres humanos, ou entre casais, perde-se tudo! E não interessa mostrar arrependimento porque o acto está lá! Ficou ! E abriu precedente perigoso que não se apagará.

No entanto, eu ainda acredito que é possível! Eu ainda acredito no homem! E por isso, faço chegar a minha voz à de muitas que neste dia se levantam para dizer BASTA!

BASTA DE BESTAS NO MUNDO!

Foto da Net

António Inglês


4 comentários:

Filoxera disse...

Há que mudar mentalidades, e essas são as que mais tardam em mudar. Para mim, está tudo dito a partir do momento em que se permite que o violentador fique na sua casa e junto de tudo o que é a sua vida, enquanto a vítima é obrigada a pedir refúgio. Ou seja, está tudo errado, desde os comportamentos à forma como a sociedade lida com eles.
Beijinhos.

elvira carvalho disse...

O ano passado fiz um post sobre o assunto.
Este ano estou alheada de muita coisa. Nem me apercebi da data.
Um abraço e tudo de bom para si.

António Inglês disse...

Filoxera

Muito tem de mudar e talvez por isso, estes dias se repitam para que não nos esqueçamos deles.
Beijinhos
António

António Inglês disse...

Elvira

Espero que esteja a recuperar bem.
Fica aqui o meu protesto sobre a violência doméstica.
Um abraço
António