terça-feira, 3 de junho de 2008

NASCEMOS NO MESMO ANO!

*


OS ÚLTIMOS LUGARES

Sobre o dia a mão trémula do sol

semeou alguns objectos

eu tive uma vez um barco

para essas águas

e sabia melhor que ninguém as marés

os mistérios do nevoeiro

teus dedos

e foi-me melhor que um filho

ou um cavalo

estendi as mãos e toquei os frutos

só voar me foi interdito pelos deuses.

Manuel Afonso Costa 1949



2 comentários:

elvira carvalho disse...

Um ano de boa colheita. Minha irmã também nasceu no mesmo ano.
Um abraço e... já está melhor?

Sophiamar disse...

Tó, Querido Amigo!

Não percebi bem o teor deste post mas , segundo me pareceu,um amigo teu partiu.Trilharam os mesmos caminhos, partilharam brincadeiras, cresceram, fizeram-se homens mas a amizade perdurou. Hoje, esse amigo partiu. Foi?

É assim a vida!

Com alegrias, tristezas, ilusões, desilusões...

Mil beijinhos, Tó, amigão.