segunda-feira, 17 de março de 2008

NOS REINOS DOS ALGARVES E DO OESTE !

*

No dia 15 de Março de 2008, nasceu lá para o reino dos Algarves uma Nova Primavera a quem chamaram de Maria. Veio envolta em sonhos e carinhos e dela se espera um longo e feliz reinado que muito orgulhará progenitores, avô e avó Isabel, d’aquém e d’além mar em Faro. Durante nove longos meses foi crescendo no ventre da mãe, que havia de ser a principal testemunha do seu nascimento. O pai, qual cavaleiro corajoso e lutador, a elas protegeu durante esse tempo que ora abriu em flor, entregando à vida uma linda princesa num belo dia de Março, orgulhoso de tamanho feito, mas cansado e exausto de preocupação e tremuras.
A Maria, Primavera de muitas vidas foi também esperada, dia após dia, noite após noite pelos avós, patriarcas do reino, que impacientes buscaram no mar e na fé a inspiração e a calma necessária para que este dia chegasse enfim. E chegou, trouxe com ele uma alegria imensa que dificilmente deixará de perdurar na memória de todos aqueles que no reino vivem.
Ao longe, silhuetas pelas janelas entreabertas iam aparecendo na esperança de novidades. Um arauto lhes trouxe a notícia, chegara a Primavera e era preciso correr ao seu encontro, agarrá-la, beijá-la e enviar a todos os que de pontos longínquos esperavam com ansiedade acrescida pela distância, o nascimento de Maria.
No reino dos Algarves, o dia 15 de Março de 2008 jamais será esquecido, e esta princesa de signo Peixes, será abençoada para todo o sempre, e das Fadas Madrinhas recebeu o dom de bem viver em paz e harmonia, sendo a partir daquele dia a pessoa mais importante do reino.



Dois dias depois, pelos reinos do Oeste, uma outra princesa, comemora cinquenta e quatro lindas Primaveras, também ela do signo Peixes, a quem foi dado no dia em que nasceu o nome de Lídia.
São passados já muitos anos do seu brilhante reinado, e esta princesa esbelta e cintilante, tem sabido congregar à sua volta toda a sua «corte» que a ela dedica a maior parte do seu tempo. Inteligente e firme na arte da governação, sempre encontrou os caminhos que a guindaram ao mais alto estado de graça entre seus súbditos. O seu príncipe não lhe poupa "loas" e "elogios" e dela faz a sua principal razão de vida.
Soube constituir prole e hoje o seu reino está garantido na sucessão. O seu dedicado príncipe companheiro de uma vida inteira, faz dela o centro das atenções deste pequeno principado situado por entre montes e vales, bem na região centro do país.
Formosa como só ela sabe ser, a todos encanta e distribui carinho e amor que trás embrulhados no canto de uns lindos e pequeninos olhos negros que tiveram a magia de cativar para sempre o seu amado príncipe.
Filhos e netos, dedicam-lhe o amor que esta princesa maravilhosa soube semear entre seus pares. É assim que o dia 17 de Março de 2008, é celebrado também, neste reino da zona Oeste, pois nele vive a princesa mais linda que jamais os olhos de alguém puderam admirar, e que completa neste dia cinquenta e quatro maravilhosas Primaveras, as mais belas e mais importantes Primaveras da vida deste seu príncipe António.

Que este dia seja mais um a juntar a tantos outros que temos vivido enfeitiçados de felicidade e amor, e que possamos continuar a desfrutar da companhia de todos estes nossos queridos filhos, filhas, genros, noras, netos e netas e que os amigos possam ser a viva testemunha do atrás escrito. Parabéns Lídia, mulher e amor da minha vida.

António Inglês
17 de Março de 2008



12 comentários:

Carminda Pinho disse...

António,
muitos parabéns à sua princesa Lídia. Quanto à Maria já tive a oportunidade de a saudar no blog da avó Isabel.
Que o dia seja bonito para todos.

Beijos

Maria disse...

Agora é que fiquei mesmo sem palavras....
Um amor assim só pode ser... para sempre.....
Parabéns à Maria e à Isabel (e família), mais uma vez, e deixa que dê um enorme abraço de parabéns à Lídia, Mulher sábia, que não regateia a tua presença e te "deixa" estar aqui uns minutos a conversar connosco....
Parabéns a ti também, António, que tens uma família onde reina o amor e que tens um amor para a vida...

Beijinhos

aramis disse...

Meu querido Amigo,
Pois sem duvida, é a MULHER DA TUA VIDA! Muitos Parabens e tudo de bom para ela...

Sophiamar disse...

Amigo António, Mano Querido!

Tu és de facto um pater-famílias à antiga. Vivam a Amizade, a Solidariedade, a Tolerância, o Amor, a Alegria...e muito mais.O teu blogue é um hino a tudo quanto acabei de enumerar e tu um prega-amigos à net.Homem do meu País, que Deus te dê tudo quanto desejo para mim a duplicar, que Deus dê para a tua família tudo quanto desejo para a minha. Em boa hora conheci um amigão à antiga, um homem que sabe de solidariedade como poucos.
Para a tua Lídia,linda, que já estimo como amiga, deixo Ricardo Reis, porque a poesia é seiva de vida, é néctar do amor:

Vem sentar-te comigo, Lídia...

Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio.
Sossegamente fitemos o seu curso e aprendamos
Que a vida passa, e não estamos de mãos enlaçadas.
(Enlacemos as mãos).

Depois pensemos, crianças adultas, que a vida
Passa e não fica, nada deixa e nunca regressa,
Vai para um mar muito longe, para ao pé do Fado,
Mais longe que os deuses.

Desenlacemos as mãos, porque não vale a pena cansarmo-nos.
Quer gozemos, quer não gozemos, passamos como o rio.
Mais vale saber passar silenciosamente
E sem desassossegos grandes.

Sem amores, nem ódios, nem paixões que levantam a voz,
Nem invejas que dão movimentos demais aos olhos,
Nem cuidados, porque se os tivesse o rio sempre correria,
E sempre iria ter ao mar.

Amemo-nos tranquilamente, pensando que podíamos,
Se quiséssemos, trocar beijos e abraços e carícias,
Mas que mais vale estarmos sentados ao pé um do outro
Ouvindo correr o rio e vendo-o.

Colhamos flores, pega tu nelas e deixa-as
No colo, e que o seu perfume suavize o momento -
Este momento em que sossegadamente não cremos em nada,
Pagãos inocentes da decadência.

Ao menos, se for sombra antes, lembrar-te-ás de mim depois
Sem que a minha lembrança te arda ou te fira ou te mova,
Porque nunca enlaçamos as mãos, nem nos beijamos
Nem fomos mais do que crianças.

E se antes do que eu levares o óbolo ao barqueiro sombrio,
Eu nada terei que sofrer ao lembrar-me de ti.
Ser-me-ás suave à memória lembrando-te assim - à beira-rio,
Pagã triste e com flores no regaço.

"Odes" de Ricardo Reis

Bem -Hajas, António! Que vivas muitos, muitos anos rodeada dos teus tesouros, Lídia!

Das " Peixinhas" me despeço com um mar de beijos.
Para ti, deixo mil beijinhos e um abração.

Tenham um dia maravilhoso. E continuem!

avelaneiraflorida disse...

Amigo António,
peço desculpa por todos estes atrasos.Tem sido muito dificil e nem sempre só a vontade chega!!!!
Se me permitem associo-me aqui a esta linda HOMENAGEM e desejo-lhes a ambas as MAIORES FELICIDADES!!!!
E serão bem felizes...embora sonhadoras!!!! Eu sei o que é ser PEIXES!!!!
Tudo de BOM PARA VÒS!!!!!
BJKAS!!

António Inglês disse...

Carminda
Obrigado pelos parabéns a minha mulher.
A esta hora já lhe posso adiantar que este dia foi realmente muito bonito.
Um beijinho
António Inglês

António Inglês disse...

Maria

Obrigado pelas tuas palavras, que agradeço.
A Lídia é efectivamente a mulher da minha vida, e ela sabe disso. Temos vindo a semear entre nós estes laços de amor e de amizade que nos vão permitindo continuar-mos em fase de lua de mel constante...
Não sei se algum dia isto acabará, mas gostaria que isso não acontecesse.
Somos cúmplices perante a vida e sabemos um do outro o suficiente para saber-mos que nada nos trairá.
Assim espero.
Um grande beijinho
António Inglês

António Inglês disse...

Aramis

Tu sabes bem que sim, que ela é a mulher da minha vida. Podes testemunhar isso mesmo pessoalmente.
Agradeço-te os parabéns por ela.
Um beijinho
António Inglês

António Inglês disse...

Isabel

Tudo o que pudesse dizer neste momento iria seguramente estragar esta maravilhosa e sentida mensagem que nos deixas em forma de comentário.
Ficámos sentidos e muito agarrados um ao outro, porque a vida vale a pena. Vale a pena acreditar. Vale a pena ser-mos quem somos.
Ter amigos como tu, é o maior dos tesouros minha amiga. Estás e estarás sempre bem guardada no fundo dos nossos corações.
Milhões de beijinhos para as duas "peixes" pois claro, e para ti tudo o que de bom a vida tenha para dar.
Não digo mais nada pois vou voltar a ler o teu comentário minha querida amiga.
Bem hajas por tudo. Nem precisas fazer muito, basta seres quem és.
Beijo
António Inglês

António Inglês disse...

Avelaneiraflorida

Pelos vistos andam por aqui muitos "peixes" que são sonhadores como dizes, mas a vida faz-se de sonhos e o sonho comanda a vida.
Obrigado pelos parabéns e no que à minha mulher diz respeito, entregar-lhos-ei certamente.
Um beijinhos
António Inglês

Geo disse...

Parabéns António, pelas duas lindas primaveras...fiquei emocionada com sua homenagem, muito justa e sincera, desejo as duas muitas felicidades!!!

Beijo

Geo

António Inglês disse...

Geo

Obrigado pelos seus votos minha amiga.
Tudo de bom para si também
António Inglês