quinta-feira, 17 de abril de 2008

A CULPA FOI DO SR. MARTIN COOPER E DO CAPITÃO KIRK

*

Primeira chamada de telemóvel foi há 35 anos


Fez exactamente 35 anos, no passado dia 3 de Abril de 1973, que o antigo executivo da Motorola, Martin Cooper, fez aquela que é considerada a primeira chamada de telemóvel pública da história. O acontecimento histórico ocorreu em Nova Iorque, na esquina da Rua 56ª com a Avenida Lexington, perante o pasmo dos transeuntes, nada habituados a ver alguém passear na rua de telefone na mão

O equipamento utilizado por Cooper - o antepassado dos actuais telemóveis - também não deixava ninguém indiferente.
Pesava mais de um quilo e media cerca 25 centímetros de altura por 3,8 de largura e 7,6 de espessura.

«A bateria durava apenas 20 minutos, mas isso não era problema porque ninguém o conseguia segurar por mais de 20 minutos», brincou Cooper, citado pelo News.com.
Ao contrário do que seria de esperar, o destinatário da primeira chamada de telemóvel da história não deve ter ficado muito entusiasmado com o facto.
É que a primeira pessoa para quem o engenheiro da Motorola ligou foi Joel Engel, à data o responsável pelo departamento de investigação da rival Bell Labs.



Martin Cooper, que entretanto abandonou a Motorola, é actualmente o CEO e fundador da ArrayComm, empresa especializada em telecomunicações móveis.Hoje é um acto banal, mas há 35 anos foi totalmente revolucionário. Ainda que o primeiro serviço comercial tenha sido lançado no Japão em 1979, a primeira chamada pessoal aconteceu efectivamente a 3 de Abril de 1973.

O feito foi proporcionado pela Motorola, que permitiu ao seu engenheiro Martin Cooper telefonar de uma esquina de Nova Iorque para a rival AT&T. Posteriormente, o próprio Cooper veio reconhecer que se tinha inspirado na série de ficção científica Star Trek para desenvolver esta tecnologia.

Numa entrevista recente à agência Reuters, o inventor do telefone móvel considerou que o aparelho ainda não cumpriu as suas expectativas e espera que algum dia as funções de comunicação estejam integradas no corpo das pessoas. Aliás, uma das suas ideias mais revolucionárias, e que ainda não viu a luz do dia, é a capacidade de pensar numa determinada pessoa e o telefone ligar automaticamente.



De onde surgiu a ideia?

A ideia surgiu em 1947, quando alguns pesquisadores se aperceberam, que recorrendo a pequenas células poderiam aumentar a capacidade de comércio dos telefones móveis. No entanto, apesar de aqui estar a base do conceito, ainda não existia a técnica nem a possibilidade de alargar o comércio de conversação, já que a quantidade de chamadas possíveis de realizar ao mesmo tempo era muito reduzida. Foi necessário chegar a 1968, para que se compreendesse que era fundamental incrementar as comunicações móveis, dando frequências e possibilitando a existência de uma rede de comunicações móveis avançada.

O primeiro telemóvel surgiu precisamente em 1973 quando a Motorola lançou as bases da primeira geração de telemóveis ao anunciar o DynaTACTM Cellular Phone, que pesava 1089 gr. Entretanto, em 1975, é registada a patente do sistema de rádio-telefone de Martin Cooper para a empresa Motorola, que, desta forma, é amplamente considerado o pai do telemóvel.



A evolução do telemóvel

Na segunda geração de telemóveis, o sistema GSM (Global System for Mobile) passou a desempenhar um papel muito importante, permitindo a melhoria das comunicações móveis. Começou a haver mais qualidade nas comunicações assim como surgiu a hipótese de utilizar o roaming internacional (possibilidade de a partir de um telemóvel realizar e receber chamadas num país estrangeiro). Em 1998, a popularidade do GSM continuou a acentuar-se, com a existência de 100 milhões de subscritores, cinco milhões de novos utilizadores/mês, 120 países envolvidos, com 300 operadores e com uma percentagem de 60% de telemóveis digitais com GSM.
Por todo o mundo proliferam as marcas e os modelos de telemóveis. Com o passar dos anos, o simples acto de usar telemóvel deixou de ser um factor decisivo em termos de importância social, já que entre cada modelo as diferenças são muito grandes. Assim, sendo, as características, o formato, o tamanho e o peso é que são factores determinantes para associar os utilizadores a determinados estilos de vida. Marcas como a Motorola, a Ericsson, a Nokia ou mesmo a Philips e a Siemens têm tentado ganhar pontos nos diferentes mercados. O telemóvel não é apenas usado para conversas telefónicas tradicionais, mas também já é possível receber e enviar e-mails, ou faxes e aceder à Internet a partir de um simples aparelho. Assim, os telemóveis são cada vez mais associados aos computadores, contribuindo todas estas características para a natural convergência das telecomunicações.



SMS

O SMS (Short Message Service ou Serviço de Mensagens Curtas) é uma função que permite aos utilizadores de telefones móveis a escrita, envio e recepção de pequenas mensagens de texto - até 160 caracteres por mensagem - que podem conter letras, números, símbolos ou uma combinação destes.

Esta funcionalidade, presente nos telemóveis de tecnologia digital, como é o caso do GSM (Global System for Mobile Communications), surgiu em 1992 quando as redes móveis e a Internet começavam a dar os seus primeiros passos. A primeira mensagem escrita foi enviada em Dezembro de 1992 de um computador pessoal para um telefone celular da rede Vodafone GSM, no Reino Unido.As operadoras móveis nacionais, bem como a maioria das internacionais, disponibilizam este serviço conjuntamente com outros serviços básicos das redes móveis, sem qualquer custo adicional ao do envio de cada mensagem.

As mensagens escritas, às quais a generalidade dos utilizadores dão o nome do próprio serviço, SMS, são muito utilizadas para enviar pequenos recados a outros utilizadores de telefones celulares, mas não só. É também através deste sistema que as operadoras móveis notificam os seus utilizadores quando eles têm uma mensagem de voz no seu gravador de mensagens (voice mail). Este serviço conta com milhares de adeptos e uma enorme popularidade.
As mensagens são rápidas e fáceis de escrever e a sua chegada ao destinatário é bastante célere. Como este é um serviço de mensagens curtas, é muito comum utilizarem-se abreviaturas (por exemplo, k em vez de que!) - estas, além de pouparem caracteres, tornam a escrita das mensagens ainda mais rápida. Também é comum os utilizadores deste serviço utilizarem os símbolos de pontuação para representarem emoções - tristeza, alegria ou mesmo uma gargalhada à semelhança do que acontece nos chats da Internet ou nos emails.




O Short Message Service tornou-se uma das funções dos telemóveis mais utilizadas - permite enviar a outros utilizadores da rede móvel pequenas mensagens, as operadoras móveis utilizam-no para notificar os seus clientes de que têm mensagens de voz, informá-los dos seus consumos ou da existência de novos serviços na rede e descobrem-se cada vez mais funcionalidades para este serviço, desde publicidade até ao envio de anedotas.

Do simples envio de uma mensagem escrita, o SMS torna-se cada vez mais abrangente, havendo mesmo modelos de telefones móveis que permitem enviar imagens, logótipos e melodias, dando lugar a um novo conceito, o EMS (Enhanced Messaging Service) ou seja o Serviço De Mensagens Realçado.

A terceira geração móvel anuncia um parente afastado do SMS, o MMS (Multimedia Messaging Service), que permitirá o envio de mensagens com elevado nível de personalização, texto formatado, imagens de grande qualidade e animações de áudio e vídeo.



MMS

O Multimedia Messaging Service (MMS) é, como o próprio nome sugere, a capacidade de enviar e receber mensagens multimédia. Assim, este serviço permite aos utilizadores de terminais equipados com MMS o envio de uma combinação de imagem, texto, áudio e vídeo numa única mensagem, que pode ser totalmente personalizada. O MMS é o novo padrão estabelecido pelo 3GPP (Third Generation Partnership Project), que reúne todas as entidades mundiais participantes no desenvolvimento da 3.a geração móvel e assume-se como uma forma inteiramente nova de comunicar.

Apesar do MMS ser um padrão do 3GPP, os seus serviços podem ser disponibilizados em qualquer interface aéreo baseado no protocolo IP (Internet Protocol), tal como nas redes GPRS (General Packet Radio Services) e EDGE (Enhanced Data rates for Global Evolution). Com o MMS, o utilizador vai poder enviar mensagens muito completas, não só de texto mas com cor, som, animação, imagens em tempo real, etc. O serviço suporta formatos como o GIF, o JPEG, o MPEG4, o MP3 e o WAV.

Apesar do Multimedia Messaging Service estar destinado a reinar nos equipamentos de 3G e na rede UMTS, a sua utilização é possível tecnicamente utilizando a tecnologia GPRS com velocidades que rondam os 42 kbps.
Tecnicamente, o
MMS exigirá às operadoras móveis modificações substanciais. Enquanto o SMS necessitava apenas de um centro de mensagens que procedia ao armazenamento e envio das mensagens escritas, o MMS necessita de várias plataformas de suporte, além das já existentes. As novas plataformas são o MMS Relay, o MMS Message Store e o MMS User Database e incluem-se no MMSE (Multimedia Messaging Service Environment). O conceito de perfil de utilizador é uma novidade dos padrões




MMS. Um perfil de utilizador é gravado no operador da rede móvel, sendo definido e gerido pelo próprio utilizador através da Internet. Entre outras funcionalidades, este perfil determinará que mensagens podem ser descarregadas de imediato e quais as que ficam no servidor para uma recolha mais tardia, se o utilizador receberá notificações sobre mensagens enviadas/recebidas ou sobre o tipo destas. Este perfil pode também ser útil para criar filtros que, entre outras coisas, poderão impedir a recepção de mensagens não solicitadas ou indesejáveis.

Concluindo, o MMS incorpora as melhores funcionalidades do SMS melhorando-as e para além disso introduz novas possibilidades. O SMS e o MMS são muito diferentes no que respeita à forma como estão estruturados, sendo o último bastante mais complexo. As aplicações usadas bem como os dispositivos inerentes a cada um dos serviços são também muito diferentes, todavia o MMS mantém a compatibilidade com o SMS. Finalmente, a interacção do utilizador final com o MMS é também distinta, sendo mais atractiva.




Martin Cooper

Martin Cooper (Chicago, 26 de dezembro de 1928) é um inventor norte-americano, considerado o "pai" do telemóvel - distinto do telefone veicular. Cooper é o CEO e fundador da ArrayComm, empresa que actua na pesquisa tecnológica da antena inteligente e no aperfeiçoamento de redes wireless. Foi também director de Pesquisa e Desenvolvimento da Motorola.

Textos E Fotos tirados da Net

António Inglês

28 comentários:

Lisa's mau feitio disse...

Meu querido!

Deixe-me só deixar-lhe um beijinho. Virtual, menos pessoal que por telemóvel, mas igualmente cheio de admiração e carinho.

Passei a correr, ora para variar.
Fique com o meu beijinho de raspão. Mais uns dias e fico fantástica para me dedicar aos livros virtuais de quem tanto admiro!

Lisa

amigona avó e a neta princesa disse...

Bela pesquisa meu querido amigo...um abraço...

Maria disse...

Excelentes os teus posts sobre o Porto, a cerâmica e a filigrana....
Estive uns dias por aí, deliciei-me com cornucópias de Alcobaça (talvez as coloque num post um dia destes, mas nem sei a que propósito....) e quando chego tenho mais de 200 posts para ler...
Por isso leio-os em RSS e comento o último, senão não tinha tempo para mais nada.....

A tua/nossa baía estava linda. Imagino hoje....

Um abraço forte, António

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido amigo António, uma pesquisa impressionante...
Desconhecia por completo, tudo o que escreveu!
Votos de um bom fim de semana.
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Sophiamar disse...

Mais uma pesquisa muito interessante, meu querido António. És tu que gostas de pesquisar e alargar os conhecimentos e eu que gosto de ler o que me trazes.Bem dizia eu que ideias não te faltavam.Afinal o telemóvel já tem muito mais anos do que nós pensávamos. O que tu descobres, amigo.

Deixo-te mil beijinhos. Sempre mana. Sempre amiga.

São disse...

Obrigada por me dares tanta informação, caríssimo António!
Feliz final de semana.

avelaneiraflorida disse...

Amigo António,

Nem sei como pedir desculpa!!!! Tem sido muita coisa ao mesmo tempo, e sobretudo muitas alterações inesperadas...enfim, a Vida que vivemos!!!
Mas não esqueço os Amigos que sempre têm estado na minha Mesa!!!
Hoje não sairei daqui sem os visitar todos!!!!
E tenho perdido tantas coisas que são postadas...como as que aqui encontro!!!!
Brigados! este espaço é sempre uma porta aberta à curiosidade!!!!
Bjkas!!!

Sophiamar disse...

Querido Amigo, Mano Tó!

Mas eu já aqui deixei um comentário!
Estás fora, de fim de semana, talvez.

Olha, venho deixar-te um beijinho, um abraço grande, grande, grande.

Bem hajas, Tó!

A tua amizade é um bem precioso.

Um Momento disse...

Fantástica esta"biografia"celular!
Sorri imenso ao ler que uma das "ambições " deste criador é ligar para outra através do pensamento... ainda estou a sorrir pois quando isso acontecer... não há "Mr.Spock" que resista :)))))
Gostei imenso , muito sinceramente.
Muito obrigado por estes momentos em que estamos sempre a aprender, a reviver, a recordar:)

PS: espero que estejas recuperado meu Amigo

Um beijinho com carinho e o desejo de um excelente fim de semana!

(*)

Fatima disse...

Mais um excelente post. Parabéns.
Já agora digo que o meu primeiro telemóvel era uma autêntica arma de arremesso! O que a tecnologia tem evoluído.....E só tenho há uns 13, 14 anos.....

Brancamar disse...

Olá António,
Passei para te deixar um beijinho de boa noite.
Já passei por este post todos os dias desde que o colocaste, mas tem-me faltado o ânimo para o comentar, tenho vindo tarde e estou a fazer outro trabalho que ainda não acabei, mas voltarei como volto sempre para saber se estás por cá.
Beijinhos

Maria disse...

Passei para desejar um bom domingo, e deixar beijinhos.....

Sophiamar disse...

António, Amigo Querido!

Venho deixar-te um beijinho e dizer-te que estou aqui. Sinto-te muito ausente e espero que seja apenas pelo trabalho. Que tudo esteja bem contigo e com a família.

Recebe um abraço apertado desta amiga que sempre te lembrará.

Isabel

Belisa disse...

Olá
Venho lhe desejar uma boa semana e também ler e ficar a saber muitas coisas interessantes.
desejo muita saúde para si e família e muitos
beijos estrelados

António Inglês disse...

Lisa minha neta virtual!

Aqui lhe envio um beijinho de raspão também pois hoje venho a correr de um fim de semana cansativo mas não quis deixar de vir responder aos comentários de quem por aqui passou.
Amanhã retomarei o ciclo normal da minha actividade diária no que à Internet diz respeito.
Um beijinho
Avô António

António Inglês disse...

Amigona

Tem dado algum trabalho ams gosto de o fazer.
Um abraço
António

António Inglês disse...

Maria

O que gosto mesmo é de fazer postagens, isso dá-me prazer e vai-me ajudando a aprender coisas novas.
Quanto a elas não te preocupes e passa por cá quando entenderes e se tiveres tempo.
Eu sei que me "estico" imenso nelas mas, agrada-me este casamento de texto e fotos.
Um abraço
António

António Inglês disse...

Fernandinha

Confesso-lhe que também eu desconhecia completamente quem inventou o telemóvel.
Agradeço-lhe as palavras agradáveis que me deixou.
Um beijinhos
António

António Inglês disse...

Isabel

Acredita que me vão faltando as ideias...
Uma vez por outra lá vão aparecendo.
Uma das próximas será sobre Rafael Bordalo Pinheiro uma sugestão.
Um beijinho
António

António Inglês disse...

São

Poucas outras coisas poderão ser apreciadas em mim, por isso vou-me dedicando a estes artigos e partilho-os.
Um grande beijinho
António

António Inglês disse...

Avelaneiraflorida

Não precisas de pedir desculpa de forma nenhuma.
A vida altera-se com muita facilidade.
Lembro-me de uma frase que ouvi de um palhaço um belo dia que nunca mais esqueci.
-O mundo é uma bola que rebola, e por cada volta que dá, muda a face das coisas...
Nada mais verdadeiro. Por isso não se preocupe.
Um grande abraço
António

António Inglês disse...

Isabel

Estive mesmo de fim de semana e hoje só venho de fugida deixar resposta aos comentários que me deixaram por cá.
Tu já cá estiveste, eu sei e agradeço-te por isso. És uma amiga muito especial.
Um beijinho
António

António Inglês disse...

Um momento

Pois estas postagens vão-me ajudando a conhecer um mundo que para mim era completamente desconhecido.
Isso é bom e vou ganhando cultura geral, que ainda tenho muito pouca.
Já estou completamente recuperado.
Agradeço-te a preocupação.
Um grande abraço e um beijinho
António

António Inglês disse...

Fátima

Também eu me lembro do meu primeiro telemóvel. Chamava-lhe o meu "tijolo" e era bem parecido com isso. Enormeeeeee.......
Um grande abraço
António

António Inglês disse...

Mana Branca


Sei como te esforças por passar por aqui, nem que seja apenas para me deixares um abraço.
Sabes que retribuo-o essa amizade, mas agradeço-te do fundo do coração a amizade que tens permitido que se mantenha entre nós.
És uma grande amiga.
Um beijinho
António

António Inglês disse...

Maria

Obrigado pela tua visita. É um estimulo para mim ver entre os meus visitantes, amigos e amigas como tu.
Fico-te muito grato. Espero que o teu fim de semana tenha sido igualmente bom e que a semana que se aproxima seja calma e boa.
Estive fora este fim de semana todo, mas hoje venho deixar-vos algumas palavras de obrigado.
Um beijinho
António

António Inglês disse...

Isabel

Efectivamente, estes últimos dias foram muito complicados com reuniões constantes em condomínios, o que me roubou muito tempo, mas é assim a vida.
Depois estive o fim de semana todo fora.
Estou de volta e espero acalmar.
Um beijinho para ti, para a princesa Maria e um abraço para todos vós.
António

António Inglês disse...

Belisa

Obrigado pela sua visita e também a si lhe desejo que esta semana lhe traga muita calma e tudo de bom, já que não lhe pude desejar um bom fim de semana uma vez que estive fora.
Um grande beijinho
António