terça-feira, 29 de janeiro de 2008

VEM, VENTO, VARRE

*

A José Rodrigues Miguéis

Vem, vento, varre
sonhos e mortos.
Vem, vento, varre
medos e culpas.
Quer seja dia,
quer faça treva,
varre sem pena,
leva adiante
paz e sossego,
leva contigo
nocturnas preces,
presságios fúnebres,
pávidos rostos
só cobardia.

Que fique apenas
erecto e duro
o tronco estreme
de raiz funda.

Leva a doçura,
se for preciso:
ao canto fundo
basta o que basta.

Vem, vento, varre!

Adolfo Casais Monteiro

José Gonçalves

8 comentários:

elvira carvalho disse...

Já cá tinha vindo, mas não consegui comentar.
Gostei do poema.



Terça de gala no Sexta-feira. Por favor passe por lá a recolher o seu prémio.
Um abraço

Sophiamar disse...

Que o vento venha e varra talvez seja bom mas não varra os sonhos, não varra a fantasia que a vida contém, não varra a magia, nem a amizade, nem o amor.
Que o vento leve desilusões, tristezas, malefícios, injustiças... sim. Pode e deve levar. Nós agradecemos.
A poesia faz parte do oxigénio que alimenta o meu viver e sem ela não serei a mesma pessoa.
Gosto que postes um poema de quando em vez.
Deixo-te beijinhosssss e um abraço apertado.

Um Momento disse...

Excelênte!!
Este poema é soberbo!

Deixo um beijo ...sorrindo!

(*)

Jose Gonçalves disse...

Ainda bem que gostou.
Eu também gostei. Tanto que entendi partilhá-lo
Um abraço
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Boa noite Sophiamar

O vento quando vem, ajuda a limpar, só que por vezes também puxa a borrasca. É uma característica do vento.
É uma questão de agarrar-mos as coisas boas bem firmes para que não voem. As más bem que podem ir.
Deixo-te um beijinho
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Obrigado Um momento.
Um beijinho
José Gonçalves

Brancamar disse...

José,
Ao contrário do que costumas dizer tens uma grande sensibilidade para a poesia.
Esta escolha foi óptima.
Muito bonito este poema, "...ao canto fundo/basta o que basta".
Beijinho

Carminda Pinho disse...

Amigo,
e tanta coisa há por aí que merecia ser varrida...

Este poema é lindíssimo.

Beijos