sábado, 19 de janeiro de 2008

PORTUGAL PROCURA DESENVOLVER «CARRO VERDE»

*

De um artigo de Filipe Caetano do Portugal Diário extraí este texto que passo a citar:

Assinado protocolo com Espanha para partilha de informações na área


As parcerias estratégicas entre Portugal e Espanha continuam a acelerar e o mercado automóvel parece ser uma ligação interessante que os dois países não querem largar, nomeadamente no que diz respeito às energias limpas. Neste sentido, está a ser desenvolvido um projecto para a construção de um «green car», ou seja, um automóvel amigo do ambiente.

«Dentro de pouco tempo assistiremos a grandes mudanças no sector, por isso temos de estar preparados. Por exemplo, na Califórnia, assistem-se a experiência muito inovadoras, não ainda no campo dos automóveis, mas que tendem a evoluir no sentido dos green car», alertou Joan Clos, ministro da economia espanhol, que falava à margem da 23ª Cimeira Luso-Espanhola, que está a realizar-se em Braga.

Preparando-se para estas mudanças, os dois países assinaram um protocolo de colaboração entre o Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel e o Centro Tecnológico de Automotion de Galicia, com o objectivo de conceber, desenvolver e produzir novas soluções de mobilidade sustentável para ambientes urbanos.

Para além da «troca de informações» entre os dois centros para a construção de um automóvel eco-sustentável, também existe uma vontade de explorar novas tecnologias de consumo de energias amigas do ambiente.

Filipe Caetano
Portugal Diário de 18.01.2008

José Gonçalves

8 comentários:

Maria disse...

Caro Amigo

Há mais de dez anos que se estuda, em Lisboa, a hipótese de veículos (oficiais) movidos a energia eléctrica, veículos verdes, sei lá.... constituiram-se empresas, fizeram-se acordos, tudo se desfez e continua tudo na mesma...

Bom fim-de-semana
Beijinho

(tens lá um prémio, o 1º post de hoje).

Sophiamar disse...

Venha lá esse automóvel eco-sustentável que tanta falta faz. Depois de assistirmes a tantas atrocidades ambientais, receber esta notícia é motivo de esperança num futuro mais equilibrado e, portando, um motivo para nos regozijarmos. Estamos perante tantas mudanças climáticas que todos começam , só agora, a sentir que se o ambiente não for respeitado , a vida na terra será um bem em vias de extinção. Tudo quanto for feito para evitar que o planeta entre em rota de colisão com a vida é de aplaudir. Fico a aguardar mais notícias. Eu preferia, por outros motivos, que o automóvel tivesse outra cor. A cor do Glorioso. Ahahahahah.
Beijinhossssss

Sophiamar disse...

Tens prémio no meu blogue, querido amigo. Vai lá, retira-o, é teu. Esta amizade prosseguirá. Estarei sempre por aqui. Contigo!

Beijinhosssss


Bom fim de semana!

Jose Gonçalves disse...

Olá Maria

Desta vez, tenho alguma esperança uma vez que o projecto envolve acordos coma Espanha.
Para além disso, tenho conhecimento de que a própria Toyota está a desenvolver um projecto similar de "carro verde"
Por tudo isto talvez agora as coisas tome um rumo diferente.
Aguardemos.
Um beijinho
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Sophiamar

Todas as fases da humanidade são cíclicas. Esta poderá ter iniciado um novo ciclo sobre investigação de preservação do ambiente.
E já não era sem tempo. Temos de esperar para ver.
Um beijinho
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Sophiamar
Irei com todo o gosto buscar o prémio que me dedicas.
Podes estar certa que deste lado tens toda a correspondente resposta em relação à amizade que me dedicas.
Um bom fim de semana
José Gonçalves

elvira carvalho disse...

Já existem os carros bio. Que não poluiem e são amigos do ambiente. O que é urgente é que os governos dêm acesso a eles, ou seja que os tornem acessíveis a todas as bolsas. Acontece que actualmente, (segundo os instrutores da escola de condução) custam quase o dobro de um automóvel dito normal.
Um abraço e um bom Domingo

Jose Gonçalves disse...

Olá Elvira

No principio, quando as coisas aparecem são sempre muito caras, depois começam a ficar mais acessíveis.
Neste caso particular, os preços ainda não têm luz verde para baixar, pois provavelmente estarão em causa interesses dos senhores dos combustíveis. Não podemos esquecer que esses mesmo combustíveis deixam muitos impostos para o Estado.
Deixo-lhe um abraço
José Gonçalves