domingo, 6 de janeiro de 2008

LEMBRAS-TE-TE DE MIM E CHORASTE

*

“A nossa amiga Fernandinha do Fernanda & Poemas dedicou-me este poema que muito me honrou. Por dele ter gostado, resolvi “trazê-lo” comigo para o colocar nesta prateleira do meu canto onde irá perdurar ao longo dos tempos.

Bem haja minha amiga, que Deus lhe dê tudo de bom e que este poema sirva para a levar até onde a sua alma quer ir”.

Obrigado Fernandinha, e desculpe o abuso.


Lembras-te-te de mim e choraste
por me teres esquecido
durante tempos bem amargos, para mim...
Ouviste então um dia
( de sol talvez, ou mesmo de chuva triste e melancólica )
um sussuro lento, apagado,
que te dava a entender
meu nome já enterrado.

Teus olhos se fecharam
e meu nome tornou-se-te claro.
O remorso fez o teu coração
arrependido, mesmo amargurado,
gritar à tua alma piedade
por esta alma, que puseste ao lado.

Coragem surgiu como um trovão
depois de se ter iluminado
o pobre pensamento olvidado
das horas doces que ambos já vivemos.

Pegaste na caneta e no papel
e como fera meiga e ferida,
escreveste com raiva sentida, meu nome...
Mas algo de profundo renasceu
viste tarde o quanto me amavas,
não como dantes, mas como a alguém a quem tu davas,
não o amor da terra, mas o do céu...

Nosso sentimento do passado,
tornou-se agora em algo abençoado,
sublime, puro, iluminado.

Nascemos com o sol pela manhã,
tu és o sol e eu a tua luz.
Mas, quando o sol à noite se apagar,
eu serei lua e tu, o meu luar.
Amigo e irmão
nada mais existe, que amor fraterno,
acredita que para mim será eterno.

Fernanda

José Gonçalves

18 comentários:

Sophiamar disse...

Um poema cujo conteúdo revela a sensibilidade da sua autora e demonstra que faz da blogosfera um espaço de afectos. Reparte a amizade, o amor fraterno com aqueles que tocam o seu coração. Muito bonito. Um presentinho lindo a alguém que merece a nossa estima e consideração.
Um bom domingo!

Beijinhossss

elvira carvalho disse...

Lindo o poema, comentei-o ontem no blog dele. Um hino de amizade.
Um abraço e bom Domingo

aramis disse...

Olá meu querido Amigo,
Ms que poema mais bonito!
Desejo-te um bom Domingo de Reis e envio daqui da minha janela mil beijinhos e um xi coração para o meu querido trio...

amigona avó e a neta princesa disse...

Tão bonito! Bem mereces, amigo Zé! Olha já reparaste que andas um mês atrasado na data que tens do lado esquerdo?!

avelaneiraflorida disse...

E bem merecido Amigo!!!!
uma ternura...

é isso que torna os dias cinzentos ...em dias luminosos!!!
Bjkas!!!

Joaninha disse...

José,

foi uma bela oferta sim senhora.

Geo disse...

Lindo José, muito sensível...obrigada por sua visita e votos para 2008, não há o que perdoar, és um grande amigo...para todos desejo um 2008 maravilhoso com muita paz no coração!! Beijos

Maria disse...

É um poema de amizade muito bonito. Quando ontem comentei no espaço da Fernanda nem vi qualquer dedicatória....
Um presente que mereces receber, com toda a certeza.

Beijo

Maria Faia disse...

Estimado Amigo José Gonçalves,

Lindo o poema que a sua amiga lhe ofereceu. Doce, sensível e belo...
Como bela é a amizade.

Venho deixar-lhe um beijo amigo, neste dia de Reis e desejar-lhe tudo quanto de melhor queira para si e para os seus.

Maria Faia

Jose Gonçalves disse...

Sophiamar

Eu talvez nem fosse aquele que mais mereceria este belo poema da nossa amiga Fernandinha.
Mas ela entendeu que eu lhe faço lembrar alguém de quem ela muito gosta e que infelizmente partiu de entre nós.
Porque era uma pessoa doce para si, como são os nossos irmãos, senti-me deveras emocionado e honrado que tal distinção.
É bonito receber-mos tal prenda. E eu fico-lhe eternamente grato.
Vale a pena o que andamos por aqui a fazer, e eu espero poder continuar a merecer esta amizade que me é dedicada por tantos e tantas amigas. Certamente que todos e todas perceberão que também eu lhes dedico muito em especial uma grande e profunda amizade, mesmo que ela seja virtual, por enquanto.
Mais uma vez, o teu comentário também me elogia para além do que eu mereço, mas tu és assim mesmo, uma doce e querida amiga.
Tens estado sempre presente e tens estado atenta a tantos altos e baixos que já atravessei, sem nunca teres deixado de ter para comigo a palavra certa e amiga no momento exacto.
Mil beijinhos, de envio, bem embrulhadinhos num grande abraço de muita estima e amizade.
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Olá Elvira

Lindo realmente o poema e eu acrescentaria ainda para além de ser um hino de amizade, que ele reflecte um hino de saudade, muita saudade...
Um abraço e uma boa semana
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Olá aramis

Bom domingo de Reis também para ti, embora tenha já passado. Acabei de te enviar por SMS o meu numero de telemóvel, conforme teu pedido.
Vê lá se não o voltas a perder.
Um beijinho para ti e para os teus pais que espero estejam bem.
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Boa noite amigona

Este poema é tão lindo que eu não o merecia mesmo. Mas fiquei honrado e orgulhoso como deve imaginar.
Quanto à data que tenho no meu cantinho e que anda atrasada um mês, ainda não dei por isso mas já vou ver e rectificar se conseguir e souber.
Um beijinho
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

avelaneiraflorida

O que torna verdadeiramente os dias cinzentos em dias cheios de luz são vocês. São todos aqueles que têm vindo visitar-me e que me dedicam algum do seu tempo.
Bem hajam todos.
Um grande beijinho
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Joaninha.... das Bolas de Berlim...

Foi uma oferta lindíssima minha amiga, e acho que vale a pena continuar a andar por aqui, por entre vós que sois os amigos que afinal nunca pensei que um dia conseguiria ter.
Obrigado vos estou por isso. A si em particular, por comungar dos mesmos gostos que eu comungo.
Um beijinho
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Geo

Ora ainda bem que reapareceu. Já começava a ficar preocupado com a ausência.
Espero que tudo esteja bem consigo.
Envio-lhe mil beijinhos, e de tantos que lhe envio que certamente algum aí chegará.
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Olá Maria

No poema que a Fernandinha postou no seu espaço não fez qualquer alusão a essa dedicatória, mas se leres os comentários que ela me deixou por aqui verificarás que num deles assim o disse e eu limitei-me a lá ir lê-lo e a trazê-lo com todo o orgulho e toda a honra.
Obrigado por me dizeres que o mereço, mas se calhar não será bem assim.
Este caso é especial pelos motivos que a levaram a dedicar-me o poema, mas é tão bonito que acredito que a todos seja dedicado igualmente.
Um beijinho
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Boa noite Maria Faia

O retrato que tem no seu comentário não mostra a beleza que há em si.
Eu sou a testemunha viva disso que afirmo.
E sinto-me feliz por me permitir continuar a ser seu amigo, estando presente com o meu apoio sempre que dele necessitar.
É o mínimo que posso fazer por quem é mesmo muito grande...
Um grande beijinho de amizade
José Gonçalves