segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

BREVE REFERÊNCIA A ALGUNS QUE NOS DEIXARAM EM 2007

*

Bob Woolmer
Mafia terá envenenado técnico do Paquistão


O seleccionador da equipa de críquete do Paquistão, Bob Woolmer, terá sido envenenado antes de ser estrangulado no Hotel Pegasus de Kingston, no decorrer do Mundial que decorreu em Março na Jamaica, revelou a BBC, citando o responsável da polícia encarregue do inquérito, Mark Shields.

A 18 de Março, Bob Woolmer, 58 anos, foi encontrado morto no quarto de hotel, um dia depois da surpreendente eliminação da equipa paquistanesa pela Irlanda, na primeira volta do campeonato do mundo.

O mistério da morte adensa-se com o desenrolar das investigações. A polícia seguiu uma pista que relacionava o seleccionador com uma organização sediada em Paris implicada na "compra e venda" de partidas de críquete. Porém, o ex-jogador sul--africano Allan Donald assegurou que o técnico "nunca teve nada a ver com práticas fraudulentas nem com apostas". Em declaração ao jornal inglês The Sun, Donald explicou que "alguns rumores apontam que Bob tinha recebido ameaças de morte". A polícia terá relacionado as chamadas do telemóvel do falecido com dados comprometedores.

Bob Woolmer foi encontrado inconsciente, com vestígios de ter vomitado, e chegou ao hospital já cadáver. Inicialmente, tudo indicava que tinha falecido vítima de um ataque cardíaco. Todavia, as forças de segurança procuraram outras pistas e o comissário da polícia local, Lucius Thomas, confirmou a morte por asfixia após estrangulamento .

Porém, "Bob Woolmer era grande e seria necessária muita força para o dominar", afirmou Mark Shields à BBC. "Foi provavelmente o trabalho de um indivíduo muito forte, ou mesmo de várias pessoas. Mas o facto de não existir qualquer ferida externa sugere que podem ter havido outros factores. É isso que nós estamos a estudar", sublinhou na altura.

Segundo o programa Panorama BBC, os resultados da análise toxicológica, que serão conhecidos na próxima semana, confirmam essa tese. |

DIÁRIO DE NOTICIAS ON LINE

CIPRIANO LUCAS


Desporto automóvel de luto - Colin McRae morreu

O antigo campeão do mundo de ralis perdeu a vida quando pilotava o seu helicóptero. A bordo seguíam mais três pessoas, entre elas o seu filho de cinco anos. Ninguém sobreviveu.

piloto escocês Colin McRae morreu ontem à tarde depois do seu helicóptero se despenhar perto de Lanark, onde morava com a família. As autoridades já confirmaram não haver sobreviventes do acidente.

Segundo o agente de McRae, Jean-Eric Freudiger, a bordo seguíam dois amigos do piloto e o seu filho de cinco anos. A mesma fonte confirmou ainda que a esposa e a filha do antigo campeão não estavam no helicóptero.

Continuam por desvendar as razões que terão levado à queda da aeronave que o próprio pilotava e que se incendiou logo após embater no solo, o que atrasou o reconhecimento imediato das vítimas.

Colin McRae de 39 anos foi o primeiro britânico a vencer o Campeonato Mundial de Ralis (CMR) em 1995 e o mais jovem de sempre a conseguir esse feito. Em 1996, 1997 e 2001 assegurou o segundo lugar. Desde que se iniciou, em 1987, o escocês venceu 25 corridas do CMR e subiu ao pódio 42 vezes.

Filho e irmão de pilotos

A velocidade estava-lhe na massa do sangue. Colin era filho do antigo campeão britânico de ralis Jimmy McRae e irmão de Alister McRae, igualmente veterano do desporto automóvel. Após deixar o CMR o escocês participou ainda no Paris-Dakar em 2004 e 2005 e nas 24 horas de Le Mans em 2005.

Nos últimos dois anos marcou presença nos X-Games na categoria de ralis e actualmente dedicava-se à construção de um centro mundial de treino para pilotos, que teria lugar em Are na Suécia.

Colin conseguiu o reconhecimento mundial com a sua condução arriscada e destemida, que muitas vezes não lhe garantia a vitória, mas trazia maior emoção às estradas. Talvez por isso os comuns mortais compraram em massa as várias edições do jogo Colin McRae, um dos mais vendidos em todo o mundo para vários suportes, desde o comum PC à portátil PSP.

Pedro Chaveca / Expresso


Morre Anna Nicole Smith, modelo e viúva de bilionário

MIAMI (Reuters) - A ex-modelo da Playboy norte-americana Anna Nicole Smith, que levou à Suprema Corte a sua luta para herdar a fortuna do seu marido idoso, morreu após desmaiar num quarto de hotel da Flórida, tinha 39 anos.

"Posso confirmar que ela faleceu. É tão chocante para mim quanto para você", disse o advogado de Smith, Ronald Rale, à Reuters. "Não sei nada além disso" disse Howard [K. Stern, marido e advogado dela] que está obviamente sem palavras e sofrendo".

A morte súbita de Smith ocorre apenas cinco meses depois de o filho dela, Daniel, morrer nas Bahamas, três dias depois de Anna Nicole dar à luz uma menina.

Bombeiros da região ainda tentaram realizar massagens toráxicas para reanimá-la, segundo o director do hotel-cassino em que ela estava hospedada, em Hollywood, na Flórida.

Smith havia recebido ordens para que sua filha de cinco meses fosse submetida a um exame de paternidade, como parte de uma acção movida por seu ex-namorado Larry Birkhead. Smith garantia que a filha era de Stern, seu advogado.

Vickie Lynn Hogan, seu nome real, cresceu na pequena Mexia, Texas, imitando a legendária Marilyn Monroe. Conheceu o bilionário do petróleo J. Howard Marshall quando dançava numa casa de strip-tease de Houston. Casaram-se em 1994 -- ela com 26 anos, ele com 89.

Marshall morreu no ano seguinte, e Smith passou grande parte do resto da sua vida disputando o espólio com a família do empresário. Em maio de 2006, a Suprema Corte dos EUA decidiu que Smith poderia prosseguir seu pleito numa corte federal.

Smith, que foi modelo da marca Guess Jeans, foi escolhida "A Playmate do Ano" da Playboy dos EUA em 1993, e participou de filmes como "Na Roda da Fortuna" e "Corra que a Polícia Vem Aí 33 1/3".

(Por Dan Whitcomb)/Reuters

Textos e Fotos tiradas da Net e da CS

José Gonçalves

2 comentários:

elvira carvalho disse...

Eu li José. Mas estes não me dizem muito. Excepção ao Colin, apesar de eu não ser grande amante de automobilismo.
Um abraço

Jose Gonçalves disse...

O Collin McRae também para mim é bem mais conhecido mas os outros dois já tinha lido as suas histórias e por isso apenas fiquei a saber de maiores pormenores.
Um abraço
José Gonçalves