segunda-feira, 22 de setembro de 2008

CUIDADO COM A SUA JANELA...


“Antes de mais, desejo-vos uma excelente semana com um sorriso de orelha a orelha se possível! A vida são dois dias e não vale a pena começá-la de semblante carregado. Afinal faltam só cinco dias para o próximo fim de semana. Deixo-vos com esta pequena história para ajudar a encarar o colega, o amigo, o vizinho. Façam o favor de serem felizes “!

Um casal, recém-casados, mudou-se para um bairro muito tranquilo.

Na primeira manhã que passavam na casa, enquanto tomavam café, a mulher reparou através da janela, numa vizinha que pendurava lençóis no varal e comentou com o marido:

- Que lençóis sujos a vizinha está a pendurar no varal! - Está a precisar de sabão novo certamente. Se tivesse intimidade com ela era capaz de lhe perguntar se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas! Parece impossível! Eu acho que teria vergonha!

O marido observou e permaneceu calado.

Alguns dias depois, novamente, durante o café da manhã, a vizinha pendurava de novo os lençóis no varal e a mulher volta a comentar com o marido:

- A vizinha continua a pendurar os lençóis sujos! Parece que ainda não aprendeu a lavar a roupa! Ah, que vontade eu tenho de lhe perguntar perguntar se ela quer que eu a ensine a lavar a roupa! E assim, a cada dois ou três dias, a mulher repetia o discurso, enquanto a vizinha pendurava as roupas no varal.

Passado um tempo, a mulher surpreendeu-se ao ver a vizinha estender os lençóis muito brancos e empolgada foi dizer ao marido: - Olha querido, afinal ela já aprendeu a lavar a roupa, será que outra vizinha a ensinou? Porque eu não fiz nada?

O marido calmamente respondeu com serenidade:

- Não querida, hoje levantei-me mais cedo e lavei os vidros das nossas janelas!

E assim é, tudo depende da janela, através da qual observamos os factos. Antes de criticar, melhor seria se fizéssemos alguma coisa para limpar os nossos próprios vidros.

Verifique seus próprios defeitos e limitações. Olhe antes de tudo, para sua própria casa, para dentro de você mesmo.

"Só assim poderemos ter noção do real valor de nossos amigos. Ouça antes de mais o seu coração. Lave a sua vidraça. Abra a sua janela".

Texto baseado em história tirada da Net

Foto da Net

António Inglês


8 comentários:

Sophiamar disse...

António, Amigo!

Às vezes estamos tempo de mais a olhar para os outros quando devíamos "perder" esse tempo connosco. E todos sairíamos a ganhar. Não costumo excluir-me quando escrevo umas linhas críticas nem quando falo sobre o que não está bem. É que a perfeição não existe, não é terrena mas devemos habituar-nos à ideia de que em cada dia que passa podemos melhorar um pouco.
Deixo-te um beijo com uma profunda amizade e gratidão.
Inesquecível amigo, fazes falta na blogosfera.

Sabel

Fatima disse...

António esta velha história remete-nos para uma grande verdade.
É sempre mais fácil ver os defeitos dos outros, do que os nossos.

Ando um bocadinho arredada dos blogs. O tempo não tem chegado, mas mesmo quando não comento, dou uma olhadela para os posts
Abraço

Maria disse...

Andei por aí na semana passada.
Não para matar saudades, porque se voltamos sempre é porque não as conseguimos matar.
Mesmo com todas as janelas abertas às vezes não consigo respirar...

Tudo a correr-te melhor, é o que quero, mesmo.

Um beiinho, António

Maria disse...

Gosto deste novo visual de tua casa...
... e sinto-me confortável aqui...

Outro beijo, antónio

São disse...

Oh. meu Tonico, que maneira mais simpática de dar uma lição com um sorriso nos lábios!
Uma feliz semana e com óptima companhia!

elvira carvalho disse...

Amigo quem dera que da minha janela eu visse o que desejava.
:as por mais que a limpe só vejo um grande descampado, onde todos os circos que passam pela zona, assentam arraiais (?)
Que é essa coisa de fuga para a frente? Ninguém foge de si mesmo. Por favor. Diga a esse seu amigo que se cuide, gostamos muito dele, não queremos que sofra.
Um abraço e uma boa semana.

Fatima disse...

António gosto deste novo visual. Está mais alegre.. mais leve...
Continuação de boa semana

Dalinha Catunda disse...

Linda lição de moral.Ótimo texto.
é sempre muito bom passar por aqui.
Carinhosamente,
Dalinha