quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

MANCHESTER UNITED EVOCOU HOJE O DIA PENOSO DA SUA HISTÓRIA

*

MANCHESTER (Reuters) - Cinquenta anos depois do acidente aéreo de Munique que matou oito de seus jogadores, o Manchester United fez uma grande homenagem nesta quarta-feira.

Cinco sobreviventes do desastre -- Bobby Charlton, Harry Gregg, Bill Foulkes, Kenny Morgans e Albert Scanlon -- estavam presentes na cerimónia no estádio Old Trafford no aniversário da tragédia.

Um minuto de silêncio foi respeitado às 15h04 (horário local) para marcar o momento em que o avião que transportava Matt Busby e sua equipa vinda de Belgrado, após jogo pela copa Europeia, sofreu um acidente depois de uma parada para reabastecimento em Munique em 6 de Fevereiro de 1958.

Duncan Edwards, Geoff Bent, Roger Byrne, Eddie Colman, Mark Jones, David Pegg, Tommy Taylor e Liam Whelan morreram, além de 15 outras pessoas, incluindo o secretário do Manchester Walter Crickmer e os membros da comissão técnica Bert Whalley e Tom Curry.

Na quarta-feira, milhares de torcedores levantaram-se no Old Trafford para render as suas homenagens. Eles levaram flores e ouviram a cerimónia conduzida pelo Capelão do Clube, John Boyers.

"O significado deste acidente nunca será esquecido", disse Boyers.

O técnico do Manchester, Alex Ferguson, fez uma leitura religiosa, e o capitão do clube Gary Neville acendeu uma vela para cada uma das 23 vítimas. Familiares e amigos dos mortos estavam entre os presentes, assim como jogadores do passado e a actual equipa de jovens.

Na Alemanha, o presidente do Bayern de Munique Karl-Heinz Rummenigge e o prefeito Christian Ude estiveram numa cerimónia no local do acidente, perto do antigo aeroporto de Munique.

Por Pete Oliver


No estádio de Wembley, em Londres, foi realizado um minuto de silêncio antes do amistoso entre Inglaterra e Suíça. Os jogadores ingleses usavam uma tarja preta enquanto fotos dos atletas do Manchester United que morreram eram mostradas nas telas gigantes do estádio.

(Reportagem adicional de Mike Collett em Londres e Erik Kirschbaum em Berlim)

José Gonçalves

8 comentários:

Sophiamar disse...

Uma homenagem muito dolorosa, um trágico acontecimento que enlutou muitas famílias e que manchou de negro a história do Manchestewr United. Infelizmente muitas vidas foram ceifadas na flor da idade, o clube jamais deixará de recordar o dia em que uma boa parte da sua equipa partiu para sempre.
Associo-me nesta manifestação de pesar. Para todos deixo a minha simples homenagem.
Mais um post excelente, amigo, apesar do trabalho.

Deixo-te mil beijinhossss

Vieira Calado disse...

Lembro-me bem de quando essa tragédia aconteceu.
Um abraço

Brancamar disse...

Ácidente lamentável que desconhecia. Naquela data tinha pouco mais de 3 anos, mas acho importante que se conserve a memória e se respeitem os mortos e os afectos dos vivos.De alguns dos sobreviventes ainda ouvi falar muito, grandes e duradouros ídolos do futebol inglês, principalmente Bobby Charlton.
Aprendi aqui algumas coisas novas com este post.
Obrigada José.
Beijinhos

Jose Gonçalves disse...

Boa noite Sophiamar

Deves estar muto zangada comigo, mas acredita que não tenho tido tempo algum para fazer o que fazia antigamente.
A vida alterou-se bastante e tenho tido muito que fazer mesmo fora de S. Martinho do Porto. Ainda hoje estive todo o dia em Lisboa, em médicos e finanças(ainda o problema do meu pai).
Como este episódio houve mais um ou outro, quer mais antigos, quer mais recentes.
Este foi mesmo uma tragédia que enlutou o desporto e em especial uma equipa de nível mundial.
Um grande beijinho e espero que isto tudo se acalme mais um pouquinho para regressar ao convívio convosco mais assíduo.
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Amigo Vieira Calado

Também eu me lembro desta tragédia e de outras, não sei se será bom ou mau sinal.
Um abraço
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Branca

Eu teria aí uns 8/9 anos mas lembro-me de ouvir meu pai falar muito nele e também eu o registei pois sempre fui um apaixonado pelo futebol.
Bobby Charlton... grande jogador.... que fez algumas maldades ao meu Benfica e a Portugal...

Um beijinho
José Gonçalves

elvira carvalho disse...

Curioso que eu lembro-me disso. Maeu pai foi à Telha, buscar qualquer coisa, à taberna do João Corado, que era assim um misto de taberna-mercearia-frutaria-peixaria-talho. Era o único sítio onde naquele tempo o pessoal da Seca se aviava. E veio de lá com a notícia, que o ti'João tinha ouvido na telefonia, e estava a passar aos clientes.
Um abraço

Jose Gonçalves disse...

Elvira

Na terra de meu pai também tínhamos a taberna do Sr. Ventura, que funcionava como ponto de encontro dos homens da terra depois de virem da luta e ali bebiam o seu copito e faziam a sua jogatana de cartas. Normalmente regressavam a casa de grãozinho na asa, mas isso que importava, era o que levavam da vida.
Está Taberna, tinha igualmente uma mercearia, e um sector de roupa e calçado. Tudo ou quase tudo ali se podia comprar.
Outros tempos.
Quanto a este acidente foi bem trágico e outros semelhantes já aconteceram infelizmente.
Um abraço
José Gonçalves