domingo, 18 de novembro de 2007

IX MOSTRA INTERNACIONAL DOCES & LICORES CONVENTUAIS



DOCES & LICORES CONVENTUAIS E REGIONAIS


A IX Mostra Internacional de Doces & Licores conventuais, que teve lugar entre 15 e 18 de Novembro no Mosteiro de Alcobaça, decorreu sob o signo do êxito.

Milhares de gulosos visitantes percorreram as três salas do evento, neste último dia, deixando-se perder nas inúmeras ofertas de doçaria.

A doçaria conventual misturou-se com a doçaria regional, mas com isso o povo não se importou, e nestes dias deitou para detrás das costas as dietas, provando aqui e ali mais um docinho, que a vista não resistiu, tal era a tentação.

Foram muitas as regiões do país que se fizeram representar, tendo sido difícil escolher qual delas a melhor.

Também Espanha, França e Malta se fizeram representar, em especial com os seus licores conventuais aromáticos, muitos dos quais nos deixaram um gostinho na boca, sem que deles nos dessem o mínimo indicio da receita.

Está pois de parabéns a Câmara Municipal de Alcobaça. pelo significativo êxito, e pela projecção deste evento, que tem vindo a crescer de interesse ano após ano.

Está de parabéns o Mosteiro de Alcobaça e o Dr. Rui Rasquilho pela dinâmica que soube imprimir a uma das sete maravilhas de Portugal.

PORTUGAL PAÍS DE CONTRADIÇÕES

Quem assistiu à enchente de visitantes de que este evento foi alvo, não podia deixar de se questionar: Mas que raio de país é este afinal, onde o endividamento das famílias portuguesas é uma realidade, mas onde milhares e milhares de pessoas não dão mostras dessas dificuldades?

Pelas 17/18 horas da tarde de domingo, dia do encerramento, já muitas bancas não tinham nada para vender, ou pouco pelo menos. E foram muitas que se recarregaram inúmeras vezes de doçaria e licores, ao longo dos três dias da mostra.

Com entradas a 1 €uro, provas de licores a 1 e 2 €uros, doces desde 1 €uro a unidade, sendo que os licores tinham um preço médio de 15 €uros a garrafa, foi com espanto que presenciei o galopante esgotar de stock’s, tendo ficado a saber que alguns deles foram repostos, depois de terem vindo novos carregamentos, até da vizinha Espanha.

Venderam bem, pelos vistos os expositores, e ainda bem para eles. Também era disso que se tratava.

Para um país que segundo se diz, atravessa sérias dificuldades económicas, não está assim tão mal a sua população, ou então presenciei outra realidade que não é aquela de que ouço falar diariamente.

Não questiono o direito que cada um tem de gastar o seu dinheiro da forma que o entender. O que me fez confusão foi a enorme corrida aos doces e licores, não sendo raras a muitas caixas que cada um levava para casa.

Alguém me consegue dar uma explicação?

FEIRA DE VELHARIAS

Paralelamente, nas imediações do Mosteiro de Alcobaça, decorria a feira mensal de Velharias que ajudou igualmente ao muito público que se fez sentir no centro urbano da cidade, com reflexo nas vias de acesso.

José Gonçalves


28 comentários:

avelaneiraflorida disse...

Amigo José Gonçalves,

Que "malvadeza" postar coisas destas à nossa frente...sem lhes podermos tocar!!!!!!

Espero que tenha sido bem aproveitado!!!!!
Resto de BOM DOMINGO!!!
Bjks

Sophiamar disse...

Ou muito me engano ou vi o amigo Ernesto todo sorridente no slide. O amigo José gonçalves, se apareceu, não o conheço. Que pena! Quanto aos doces, acho que é difícil resistir às tentações divinas e sempre se vão achando uns euritos para adoçar a boca. Alguns exageram mas a feira só se faz uma vez por ano. Espero que não tenhas comido muito para que continues a caminho da elegância. Corpo são só em mente sã que é como quem diz se a cabeça não trava o corpinho é que padece. Olha , eu creio que se aí fosse não resistiria e lá poria mais uns quilitos em cima.
Feira de velharias? Sou doida por essas coisas. Quais são as melhores?
Deixo-te beijinhos acompanhados de uma fatia de toucinho do céu.

Jose Gonçalves disse...

Olá Sophiamar

É verdade sim senhor, o Ernesto anda por ali a sorrir... pudera no meio de tanta doçaria e de tanto licor, mas não só ele. A sua cara metade também. Quanto ao José Gonçalves, esse malandro, faz que anda mas não anda, ou parece que não anda mas anda mesmo, sei lá... quem sabe... parece que anda perdido no meio da multidão... mas disso ninguém deu conta, só os expositores, pois tanto quanto sei fartou-se de comer uns docitos. Ele e a cara metade dele....
Nada que não se controle.

Pois foram muitos euritos para adoçar a boca e foi isso que me deixou perplexo.
Não há dinheiro? Pois não... no meu bolso claro...
Mas isso que interessa, o que é preciso é que uma vez por ano as pessoas encham o coração de açúcar ( e não só ) e era tão bom que com ele ficassem todos mais dóceis, mais simpáticos, mais solidários.
O mundo rolaria de forma mais fácil para todos.

Pelo país, existem muitas feiras de velharias e dessa que falas em São Brás de Alportel, alguns expositores costumam vir à de Alcobaça.
Em tempos, não muito distantes, consegui implantar na marginal de São Martinho do Porto uma feira de Velharias. Era espectacular. As bancas espalhavam-se pelo passeio fora e a Baía, parecia abraçada por toda aquela gente que nos visitava, ora para vender os seus artigos, ora para comprar. Começou por ser uma experiência de um sábado e depressa se tornou numa feira de fim de semana, a pedido dos próprios expositores.
Com as obras de requalificação da marginal, e também porque saí da Casa da Cultura de SMP, que era a entidade que assumiu a sua organização, acabaram com ela pois alguns haviam que entendiam que não era uma mais valia para a terra.
São os iluminados do costume, os donos da cultura...
Curioso o facto de o teu marido ter gostos comuns aos meus. Sou o taradinho dos relógos, como diz a minha mulher.
Seguramente que a São Martinho vinham do Algarve, do Minho, do Alentejo, das Beiras, de todo o lado muitos expositores. (propositadamente não lhes chamo feirantes).
Francamente, não sei quais são as melhores.
Sei que a nossa, era lindíssima, e tinha gente que me dizia: Amigo, mesmo não vendendo nada, vale a pena vir aqui este fim de semana. Este cenário da vossa baía acalma-nos. Em outras feiras, quando não vendemos nada ficamos aborrecidos e a algumas deixamos de ir. Aqui viremos sempre.
Foram bons tempos.
Bolas, isto não é um comentário. é uma carta.... desculpa.
Fica bem e tem uma noite serena.
José Gonçalves

Brancamar disse...

Olá amigo!
Com que então a "doce" reportagem prometida, já me perdi pelo vídeo, com saudades daquele belo mosteiro, daquela enorme cheminé,da nave central, etc.Só consegui chegar aqui a esta hora, já não estou muito bem para fazer um comentário como merece.
Amanhã volto para ler o texto com mais atenção, pois a minha cabecinha hoje já não aguenta, já pede caminha.
Uma boa noite, volto se puder à hora de almoço.
Beijinhos

São disse...

Eu é que sou má?!...
Meu Deus, como consiguirei eu perder peso?! AH!AH!AH!
Agora, assunto sério: pasa por lá: a Flávia precisa de nós!
Um abraço grande.

elvira carvalho disse...

Ora então ontem foi dia de se empaturrar de doces...
Ontem também foi dia de mostra de doces tradicionais, aqui bem perto no parque da cidade. Mas eu não consegui tempo para ir lá dar uma espreitadela. Só espreitar que doces não é comigo. Não por dieta, ou doença, mas porque não sou apreciadora mesma. Só lá de vez em quando e com uma amostra fico farta. O que eu gosto mesmo, é aquela coisa que a outra está sempre a dizer ao Ambrósio que lhe apetece... eheheh isso sim deixa-me de olhos a brilhar, mas que quer ninguém é perfeito mesmo... Começo a devorar os bombons, nos finais de Outubro e vou até finais de Março. Todos os dias como um. É como se fosse um ritual sabe...
Ainda vou ver outra vez o slide mas não o vi. Também se era o amigo que estava a fotografar, é normal.
Um abraço e uma boa semana

aramis disse...

Ora bem, os meus amigos andaram na passeata a comer docinhos e não se lembraram de combinar com mais ninguem... ok , ha um passarinho que se chama "cá calharás"!!!

Sabes que eu acho que certas pessoas de vez em quando "passam-se" e como o dinheiro é pouco para tudo, toca de vez em quando,"meter o pé na argola" e pelo menos ficam um bocadinho mais contentes!

Quero pedir-te que passes no meu blog e se puderes dá-me uma ajuda a divulgar no teu o apelo que lá está. Não te importas? Quem sabe pode surgir alguma adesão...
E a nossa tertulia? Tudo OK? Achei estranho não ver nada ainda nos vossos blogs.
Muitos beijinhos e uma boa semana para o meu querido "trio"!

Sophiamar disse...

E voltei a ver o video. Então não é que te descobri? A ti e não só. Mas não vou dar dicas. Quem quiser que se dê a esse trabalho. Fotogenia não vos falta.Gostei muito, amigos! Bem, aquelas caras não me são estranhas!
Belo slide!

Continua!

Beijinhos

Brancamar disse...

Voltei a ver os slides com mais atenção e a ler o texto.Costumo ser um pouco adivinha e não sei porquê parece-me que anda ali uma família à volta do Mestre Silva que é capaz de ser minha conhecida...(virtualmente falando)Será que me enganei?
Quanto ao texto faz uma descrição completa do acontecimento e as interrogações sobre o estado do nosso país e o consumo não lhe sei explicar, acho que ninguém sabe...
Deixo-te um abraço.
Até breve

Maria disse...

Que saudades das cornucópias.......
... há anos que não como uma, daí mesmo...

Abraço

amigona avó e a neta princesa disse...

Uhm,até estou com água na boca!!! Isto não se faz, amigo! Quanto ao endividamento ele é bem real (menos para alguns)mas não significa que o pessoal deixe de ir a feiras, ou a comer fora, ou a comprar o que não pode,ou a gastar o que tem e não tem na época que se aproxima...mas, acredite, que também há quem não compre porque vive com cerca de 200 e poucos euros...e olhe que são MUITOS...beijo...

Fernanda e Poemas disse...

Olá Zé, amigo linda a forma como nos dás a conhecer as belezas da tua terra.
Deixo-te um beijinho, e uma boa noite.
Fernandinha

Vieira Calado disse...

Meu caro, deixei uma lembrança para si, no meu blog.
Um abraço

Jose Gonçalves disse...

Avelaneiraflorida

Pois é, uma "malvadeza" das antigas, mas para mim ainda é pior porque andei perto delas durante dois dias.
Dieta? Quem falou em dieta nestes dias?
Era impossível!
Uma boa semana.
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Brancamar

Foram três doces dias que alegraram os corações e as barriguinhas de todos aqueles que visitaram esta mostra.
Como prometi, fiz o melhor que pude, embora nem a máquina, nem o fotógrafo sejam os melhores, mas é o que se pode arranjar.
Uma boa semana
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Olá São

Boa noite. Ando muito atarefado com reuniões e jantares, nem eu sei bem porquê ou para quê, mas ando.
Estes docinhos todos podes comê-los sem que o teu peso se altere, mas isso só poderá acontecer depois da tua consulta com o Dr. Jacques.
Vais ver que vai correr bem. Eu pelo menos digo o melhor.
Olha já mais que um amigo me fala na Flávia mas não sei onde encontro a Flávia. Se me puderes ajudar, agradeço-te.
Uma boa semana
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Olá Elvira

Pois este seu amigo é um perdidinho por doces, sejam eles quais forem.
Porque pensa que cheguei a ter 140 quilos?
Bem também não foram só os doces, mas ajudaram muito.
Cá em casa não é Ferrero Roché, temos antes um vício parecido com o seu.
Uma vez compro eu a caixa, outra vez compra a minha mulher, mas andamos os dois sempre a comer (moderadamente) um Mon Cheri. Que delícia...
É verdade que era eu que andava a fotografar, mas não me viu porque não reparou bem. Se o fizer com atenção vai ver que dá comigo.
Uma boa semana
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Aramis

Falha imperdoável essa de não te termos convidado. Desculpa. Logo tu que precisas de um miminho doce uma vez por outra. Desculpa. Desculpa.
Ficas então para a próxima, e ai de ti que me digas que não podes...
Pois é minha amiga, o pessoal anda sem "cheta" mas para estas coisas há sempre uns cobres.
Quanto à Tertúlia, penso que ainda hoje o Ernesto colocou no blogue dele a convocatória para a próxima.
E está a ter êxito, pois esta noite tive um jantar Rotário(mais um) em Alcobaça e vários companheiros me perguntaram pelas Tertúlias de São Martinho.
Estão a fazer escola, pelos vistos.
Irei ao teu aramis cavalgada de seguida. O que puder fazer farei seguramente.
Uma boa semana
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Sophiamar

Eu já sabia que nos tinhas detectado. Nem era difícil. Andámos vários amigos por ali. pelo meio dos doces e licores.
Quanto aos licores, nem te falo. Comprei uma garrafita, mas provei seguramente de quase todos os licores que estavam na mostra.
Como eles só ofereciam o fundo dos cálices pintados de licor, então aproveitei para ir a todos. O problema foi no segundo dia que lá fomos. A maioria dos expositores já me conhecia...
Quem disse que éramos fotogénicos?
Só por brincadeira...
Uma boa semana
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Brancamar

Julgo que não andará muito longe de adivinhar as caras conhecidas que andaram pela mostra. O Mestre Silva, lá estava sentadinho e mal se mexia. Penso que terá já alguma dificuldade para se movimentar. Pelo menos pareceu-nos, mas sempre é quem é.
Gostava de te perguntar pela tua mãe, espero que esteja bem.
Tratei-te por tu, pois realmente neste mundo da blogosfera, ao fim de algum contacto, com a amizade instalada, acho que não levarás a mal.
Uma boa semana
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Olá Maria

São famosas as cornucópias de Alcobaça. Para mim as melhores são da Pastelaria Alcoa bem de fronte do Mosteiro.
Alcobaça e eu ficamos à espera da próxima visita, ok?
Uma boa semana
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Amigona avó....

No nosso país, há muito tempo que se anda a tirar onde faz falta e a pôr onde faz vista.
Conheço muitos nessas condições de terem uma reforma miserável....
Aliás, esta terra, embora conotada com a alguma burguesia, tem um índice elevado de famílias carenciadas.
O problema é que assisti a coisas que não pensava ver, mas enfim não vale a pena falar nelas...
Peço desculpa por ter sido "malandreco", mas temos de divulgar as coisas boas da terra onde vivemos.
Uma boa semana
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Fernandinha

Como sabe não sou natural de São Martinho do Porto, onde moro, e que pertence ao concelho de Alcobaça.
Mas como me dediquei a esta linda região, faço com muito agrado a divulgação das coisas boas que por cá temos, ainda para mais estas eram doces...
Uma boa semana
José Gonçalves

Jose Gonçalves disse...

Amigo Vieira Calado

Lá irei buscar a lembrança que me deixou no seu blogue e que desde já lhe agradeço.
Um abraço e uma boa semana
José Gonçalves

elvira carvalho disse...

Boa noite José. Vim dar as boas noites e ler o seu comentário. E então é assim. Quando eu vi a primeira vez, não vi ninguém que conhecesse. à segunda porém fiquei a pensar se o amigo estava a medir alturas com o Chefe Silva. Como porém a única referência que tenho sua é a foto que deixou no meu livro de visitas mas que não se vê bem o rosto...
Vou-me deitar, que estive a pintar dois presépios que me encomendaram ~e estou cansada. Antes de os entregar hei-de fotografá-los para o Coisas Minhas.
Um abraço ah, e por associação de ideias, se o amigo está com o cozinheiro então a sua esposa é a senhora que está a seguir. Tem um ar muito simpático.

Jose Gonçalves disse...

Olá Elvira

Será? Talvez sim, talvez não...andámos por lá alguns amigos...
Um dia destes conto-lhe um segredo.
Vou agora fazer a minha ronda pelos amigos e espero visitá-la já a seguir.
Desejo-lhe uma noite serena
José Gonçalves

Brancamar disse...

Agora sei que ontem adivinhei quem eras junto ao Mestre Silva, porque hoje já vi a tua foto no Coisas Minhas.Claro que não levo a mal o tratamento por tu, que ideia!Eu faço o mesmo,embora por vezes me fuja o jeito, mas vou-me habituando.Estou cá há dois meses mas já fiz muitos amigos.
Uma boa noite
Branca

Jose Gonçalves disse...

Brancamar

Bingo!
Muito em breve te contarei um segredo.
Um abraço
José Gonçalves