quarta-feira, 8 de outubro de 2008

GANG ARMADO FICA EM LIBERDADE


Tinham sete armas de fogo, uma besta, vários gorros, luvas e até os documentos de um carro roubado.




Três homens suspeitos de crime violento e fortemente armados foram apanhados pela PSP de Sintra, mas acabaram por ser postos em liberdade por uma procuradora do Ministério Público (MP).

Em comunicado, a PSP referiu que, na sequência desta investigação depois da emissão de mandados de detenção pelo Ministério Público foram realizadas várias buscas domiciliárias na zona de Mem Martins, tendo sido detidos três homens e identificados outros seis.

Nestas buscas realizadas a PSP apreendeu três caçadeiras, um revólver, três armas de calibre 6.35 milímetros, vários gorros e luvas, uma besta, vários sacos com o logótipo do BPI com diversas moedas e “vários documentos relacionados com o roubo recente de uma viatura, através do método de carjacking, utilizada posteriormente num roubo a uma ourivesaria”.

No entanto, o mesmo MP que ordenou as buscas enviou os três suspeitos detidos para casa com termo de identidade e residência, uma vez que os crimes de que são suspeitos não pressupõem a aplicação da prisão preventiva e a nova lei das armas ainda não está em vigor.

Segundo o Correio da Manhã desta terça-feira, a procuradora aceitou as justificações dos detidos e não promoveu um interrogatório judicial, onde seriam presentes a um juiz de Instrução Criminal que poderia aplicar outras medidas de coacção como a prisão preventiva.



“É esta a justiça que se quer em Portugal? Será desta maneira que o crime abrandará? Não será caso para dizer que o crime compensa? Meus senhores que país é este? Que tribunais são estes? Que Ministério Público é este? Estão mal as leis? Modifiquem-nas! Têm medo de aplicar prisão preventiva? A lei dá-lhes essa possibilidade ou empurra os magistrados para estas decisões? Alterem as Leis! Acharão os Juízes e Delegados do MP que é mandando estas “prendas” para casa que a violência se combate? Pensarão estes senhores que gente que tem verdadeiros arsenais bélicos em casa, ainda por cima e a avaliar pela notícia, com provas evidentes de assaltos recentes, que durante o termo de identidade e residência não cometerão mais nenhum crime?

Andam a tapar o Sol com uma Peneira e os olhos ao povo. Pergunto: com que motivação as nossas forças policiais deitam a mão a delinquentes? Até quando continuaremos a assistir a decisões destas? Para quando a moralização da justiça? Segurança? Onde? Como? Quando?

Quem souber que responda!”



msn notícias /Fotos sa Net / António Inglês


5 comentários:

amigona avó e a neta princesa disse...

Quando uns senhores mudam a Lei para se poderem safar também outros são beneficiados...esperemos que seja possivel mudar o que está mal...deixo um abraço de amizade...

amigona avó e a neta princesa disse...

Quando uns senhores mudam a lei para se poderem safar também há outros que saem benificiados...deixo um abraço de amizade...

Menina_marota disse...

Quando ouvi esta notícia, uma raiva surda tomou conta de mim... o meu filho o ano passado foi assaltado e encostaram-lhe uma arma à cabeça...

Talvez se a juíza que os soltou tivesse passado por uma situação destas, soubesse avaliar os perigos de sua atitude...

Será que é preciso matarem alguém para se tomarem decisões SÉRIAS?

Um abraço

elvira carvalho disse...

Verdade amigo já há agentes com medo de efectuar prisões. Eles prendem, vão a tribunal, e veem para a rua. E ficam livres para tudo até para se vingarem de quem os prendeu.
Um abraço

JOY disse...

Esta situação só se altera quando um dos nossos Figurões da politica ou da nossa magistratura sentir na pele estas benesses dadas aos delinquentes.

Cumprimentos
Joy