quinta-feira, 19 de junho de 2008

ENCRUZILHADAS DA VIDA!

*

Meus amigos, as encruzilhadas da vida empurram-nos para becos de onde dificilmente conseguimos libertar-nos. São fases com as quais temos de aprender a lidar e embora sendo horas que nos marcam para sempre, são também aquelas que nos dão a certeza de que sem luta nada se consegue.

Nada fazemos para que aconteçam, elas aparecem sem pré-aviso e precisamos de coragem e força para as sabermos vencer.

O desanimo e a falta de vontade passam a ser companheiros do dia a dia. Fica-se com a sensação de que nunca estamos bem onde estamos. Depois, tudo depende da força de cada um de nós e das motivações que vamos conseguindo encontrar para seguir em frente.

Assim, na maioria das vezes a melhor solução é talvez parar e reflectir. Colocar nos dois pratos da balança tudo de bom e de mau que nos aconteceu e que de alguma forma contribuiu para que o estado de alma não seja o melhor.

É assim amigos, que não posso continuar a assobiar e a fingir que tudo está bem, quando não está.

Claro que nada se passa de especial, apenas a necessidade de me encontrar, e encontrar os caminhos que me devolvam ao convívio de que tanto gosto, que é este meu espaço, a vossa companhia e a vossa amizade.

Adiei inúmeras vezes esta decisão, e há bem pouco tempo julguei que conseguiria continuar, se bem que de forma mais comedida. Puro engano.

O “PorEntreMonteseVales” vai assim estar suspenso por tempo indeterminado. Não acabará, mas precisa de novos ventos e novas ideias.

Aos amigos e amigas que ao longo deste último ano fizeram deste meu espaço um ponto de encontro e me trouxeram a alegria de ter encontrado novas amizades, só tenho de agradecer e dizer-lhes que os/as terei sempre presentes em todos os bons pensamentos da minha vida.

Não é de forma nenhuma uma despedida, antes um até um dia destes, porque espero voltar, renovado ao vosso convívio. Estarei sempre disponível para falar com todos aqueles que me queiram contactar através do email que está colocado por debaixo do meu perfil, ou por qualquer outro contacto que tenham meu.

Um abraço a todos e o meu obrigado por me terem dado tantos dos vossos momentos.

António Inglês



12 comentários:

Menina do Rio disse...

António, como eu entendo isso que estás passando. Quantas vezes sinto-me vivendo esta mesma situação de estar numa encrizilhada sem conseguir dar impulso. Ao menos, o blog é algo que podemos deixar em standby; o mesmo não podemos dizer da nossa vida. Esta sim, tem que seguir. Tira teu tempo e o próprio tempo dirá o que virá. Apareça quando quiser prum cafezinho.

Muita luz no teu caminhar

beijinhos

Maria disse...

Amigo António

Percebo-te, percebo o teu post.
O meu contacto contigo foi sempre através de blogues, não iria portanto, a partir de agora, maçar-te com e-mails. Embora gostasse de saber como estás e se tudo corre bem.
Tudo tem um tempo, e há um tempo para tudo. O teu agora é de pausa, que obviamente aceito, mas que já me traz saudades.
Desejo para ti e tua família tudo de bom neste "interregno", e fica certo que se me rasgará um sorriso enorme quando o teu blogue voltar a aparecer com um post novo...
Fica bem, com saúde.
Até já.

Um abraço apertado e beijos
(sabes, é que fazes-me falta...)

Sophiamar disse...

António,Querido Amigo:

É com tristeza que aqui estou a responder-te. Há sempre uma primeira vez para tudo e uma última. Espero que esta não seja a última mas se o blog, por quaisquer motivos, sejam eles quais forem, não pode continuar, faz uma pausa, areja, dedica-te à tua vida porque nessa não pode haver pausas, mas não te violentes andando por aqui sem disponibilidade, sem vontade, sem a alegria que te fazia postar várias vezes consecutivas.
Um blog tem de ser um espaço de prazer e quando assim não acontece, impõe-se um interregno. Claro que irei sentir a tua falta, muitas vezes,claro que um vazio irá acontecer mas se te é salutar fá-lo amigo.Há vida para além da net onde fazemos muita falta.

Deixo-te um beijinho grande, que espero não seja o último, e se precisares de mim, não hesites, estou aqui, à distância de um email. Quanto a ti, farei o mesmo.

Foste, és um amigo de excepção e continuarás a sê-lo no meu coração.

Um abraço do tamanho da amizade que aqui fizemos.

Bem hajas!

Que a vida te sorria! Sempre! E aos teus também.

E volta um dia. Se puderes....

Sabel

elvira carvalho disse...

Não poderia dizer nada que já não lhe tenha dito em outras ocasiões e que o António sabe.Fiquei triste ao chegar aqui hoje e encontrar este post. Porém compreendo a sua decisão. Leve o tempo que fôr preciso, retempere forças, faça férias, o que bem precise. Nós esperamos. Para receber o filho pródigo, o pai não esteve sempre de braços abertos? Para receber um amigo, também esperamos assim. De braços abertos.
Um abraço, e segue mail

Filoxera disse...

Sentiremos a sua falta, como é óbvio, mas compreendemos.
Até sempre!
Beijinhos.

Joaninha disse...

Antonio,

Então força nisso, umas bolinhas de berlim em ancora e os passeios pelas praias de afife ajudam sempre, quando andamos em viagem lá dentro.

Um beijinho grande, para si e para a familia e para a sua filhota Joana :)

Brancamar disse...

António,
Fui apanhada de surpresa com esta tua decisão. Tinha percebido que andavas nessa indecisão, mas nunca pensei que fosse assim. Só te desejo o melhor, que este tempo sirva para encontrares o que queres, para saberes o que é melhor para ti.
Eu sempre estarei, sabes bem, temos outros meios de comunicar e não será por isto que nos vamos perder um do outro.
Beijinhos
Branca

aramis disse...

Meu querido amigo, já tive a oportunidade de te dizer que este blog tem sido extraordinário e que me faz a maior das faltas...
Mas, como tua amiga que sou, só tenho mesmo de respeitar esta tua paragem e continuar lógicamente a pensar em ti e a adorar-te, meu amigão, com o coração todo!
Muitos beijinhos e um grande xi coração,
Já agora passa no Aramis, pois gostava de saber a tua opinião sobre o que lá coloquei....(ups!)

Fatima disse...

António embora respeite a decisão, não estou contente!
Gosto de vir a este blog. Gosto do que escreve.
Também o meu contacto está disponível, e espero que um dia destes nos visite fisicamente!
O convite é extensivo à família obviamente.
Um grande abraço e até sempre!
Ah.... e acho que a ideia dada pela Joaninha é de aproveitar....
Não há nada que os ares da nossa terra não cure....

Carminda Pinho disse...

António
Até um dia destes!
Que a sua vida se desencruzilhe é o que desejo.
Saúde e felicidades para si e família.

Beijos

big river disse...

Engraçado pois acabei de me despedir também ou fazer uma pausa no meu blogue e agora vim aqui ao teu e dou-me com esta tua postagem.
È bom fazer uma pausa ,como diz a tua amiga menina do rio,pena é que não se pode fazer em tudo na vida e recomeçar-mos quando quiser-mos.
Quanto a nós vamos voltar ao antigamente, prepara o café pois estou a bater-te á porta brevemente.
Um Abraço e recarrega essas baterias.

São disse...

Fico triste por saber que não estás bem.
Fico com pena de que te afastes do nosso convívio.
Desejo sinceramente que tudo se recomponha rapidamente e voltes para a Net, que fica mais pobre sem a tua presença.
Que Deus te proteja e a quem amas, Tonico!